12 destinos e dicas imperdíveis para viajar com as crianças
[editar artigo]

12 destinos e dicas imperdíveis para viajar com as crianças

Dezembro e janeiro na área! Nesse período não dá para escapar das férias da garotada, a melhor desculpa para planejar uma viagem divertida e memorável para a sua família.

Como a gente está aqui para facilitar a sua vida, vamos atacar suas dúvidas. Vamos começar pela cartilha para viajar com crianças — pequenas e grandes — e, logo depois, vamos citar alguns destinos que costumam encantar os pequenos e descansar a cabeça dos pais.

Viagem é viagem

Parece uma bobagem, mas não é. Isso significa que a rotina fica em casa e, na mala, segue um pouco mais de flexibilidade com horários, compromissos, alimentação e etc.

Se vocês saírem de casa com a intenção de repetir igualzinho o que fazem no dia a dia, não é férias, é transferência de cotidiano. Relaxe. Planejamento é ótimo, mas não pode ser camisa de força. Ainda mais quando você vai viajar com as crianças.

Sonhar a viagem

Há pais e mães que garantem que essa é a melhor parte das férias. Decidir a vibe, o destino, a hospedagem e os passeios. A dica zero aqui é envolver as crianças. Ouça o que elas têm a dizer, as vontades que têm e os sonhos.

Às vezes, os pais se surpreendem, os filhos querem sossego, pé na areia e comer muito camarão. E só. Ou, querem conhecer a Cinderela, a Elsa e o Mickey num único dia. Converse, combine, decidam juntos. Viajar com as crianças começa assim.

Com a família

Decidido o roteiro, atenção total para a hospedagem. Se for casa de parentes, farra total. Tem um certo ar de acampamento improvisado, talvez uns colchões no chão, mas o maior barato é encontrar avós, tios e primos, matar as saudades e curtir a família.

Por ser um pouco mais barato, dá para investir mais nos passeios. Aproveitem para revisitar os lugares que marcaram a infância do pai ou da mãe, e para conhecer lugares novos. As cidades mudam e pode ser bem divertido. Crianças gostam muito de conhecer pessoas e lugares que fazem sentido para os pais.

Optaram por um hotel?

Atenção para a estrutura. Viajar com as crianças pede berço, local para esquentar as refeições e banheira para banho. Verifique se seu hotel tem tudo isso, ou então, ponha no bagageiro, ou despache no avião. Cuidado com o excesso de peso, mas não abra mão de estrutura mínima para não alterar demais os cuidados que seus filhos necessitam.

Hotéis costumam ter equipes de recreação e, por isso, são boa opção quando decidimos viajar com as crianças. Apresente os monitores e os outros meninos e meninas aos seus filhos, fique um pouco por perto e veja se eles se adaptam.

Não force a barra. Cada criança tem um ritmo e, devagar, vai se soltando, fazendo amigos e curtindo o dia todo. Se seu hotel oferece as refeições principais, procure seguir a mesma linha que a família está acostumada em casa. Mas não estresse. Flexibilidade nos horários, liberdade para comer umas bobaginhas  Vocês estão de férias, lembre-se.

O que você não pode abrir mão nessa época: hidratação e proteção contra o sol. Estaremos no verão, as crianças vão se mexer bastante e podem desidratar. Água, água de coco e suco de frutas neles.

Alugue

Outra opção de hospedagens são os imóveis por temporada. A vantagem é que vocês fazem as regras e organizam o dia mais livremente para fazer os passeios, descansar, curtir só uma piscina. A desvantagem é que dá trabalho arrumar e cozinhar.

De qualquer maneira, atenção à estrutura — para não sobrecarregar a trabalheira dos pais — e à localização, para não gastar horas no trânsito e estressar as crianças.

Segurança

...não sai de férias. Viajar com as crianças não significa abrir mão de cuidados. Além da hidratação e da proteção solar, cadeirinha de carro e cinto de segurança não se discute. Algumas locadoras de carro oferecem esse recurso. Mas, na dúvida, leve a sua e curta a viagem sem preocupação.

Documentos

A burocracia não pode atrapalhar os planos de viajar com as crianças. Por isso, cheque as carteiras de identidade e passaporte com bastante antecedência. Providencie novos, se for o caso. A carteira de vacinação é cobrada em alguns destinos e precisa estar em dia.

Faça uma pasta com as cópias de todos os documentos e comprovantes da viagem para levar na mala por segurança. Caso algo se perca, ou extravie, a cópia de segurança garante horas de tranquilidade.

Não é gincana!

A última dica para viajar com crianças é respeitar. Quem viaja com filhos pequenos sabe que quem dá o tom da viagem são eles. Se estão no pique, pilha neles! Se cansarem, pare, descanse. Uma manhã inteira na cama lendo e vendo TV também é gostoso.

Por isso, não entupa a agenda com muitos compromissos para as crianças não perderem o pique, não ficarem doentes e aproveitarem ao máximo. Isso vale para uma semana na praia, ou um mês na Europa.

Para onde vamos?

Selecionamos quatro lugares que costumam agradar as crianças e relaxar os pais. Fechou a mala? Então pé na estrada.

Resorts de praia: Cancún, no México, Punta Cana, na República Dominicana, ou Barra de Sauípe, na Bahia são destinos procurados por famílias que querem a estrutura de grandes hotéis para curtir a praia quando vão viajar com as crianças.

A ideia, nesse caso, é não precisar sair muito para passear, não ter trabalho com refeições ou atividades e fazer do mar e da areia o playground da estação. Grandes hotéis costumam oferecer monitoria, brincadeiras e até baby sitter, para o casal namorar um pouquinho.

Os pacotes que incluem bebês e crianças são atrativos. E não precisar alugar carro e fazer grandes passeios torna a viagem mais em conta. Vale considerar.

Hotéis fazenda

Quem não é amante de praia, pode optar por viajar com as crianças para o campo. Ali tem piscina, lago, convivência com animais e com a natureza. A estrutura e os pacotes também chamam a atenção e a equipe de monitores garante diversão o dia todo.

Destaque para as variedades de refeições que podem ser bem parecidas com as que você faz em casa, o que é uma vantagem, porque não é preciso se adaptar demais. Não se sinta obrigado a acompanhar a programação oferecida. Lembre, a ideia é descansar e curtir e não concorrer com a família vizinha quem ganha mais gincanas.

Disney

O destino campeão. Se seu filho já tem dois anos ou mais, pode ir tranquilo e feliz. Agências de viagem podem ajudar com o roteiro, hospedagem e aluguel de carro, se for a opção de vocês.

Outros pais e mães que já foram, costumam compartilhar as dicas e caminhos das pedras nas redes sociais e vocês não vão passar apuros. Em dezembro e janeiro é frio e alguns brinquedos fecham. Em julho é bem quente e está tudo aberto e à disposição.

Férias com frio

Bariloche e Ushuaia, na Argentina, Vale Nevado e Farellones, no Chile são destinos próximos para quem quer viajar com as crianças e brincar na neve. Nos parques de esqui tem aulas e atrações especiais para os pequenos.

Quem não quiser atravessar a fronteira, pode optar por Gramado e Canela que, em dezembro e janeiro comemoram o Natal Luz e, em julho, celebram o frio com parque de neve, fondue, lareira e lindos parques e atrações naturais.

Agora você está pronto para viajar com as crianças. Pegue o conteúdo e comece compartilhando com toda a família e amigos que estão precisando de dicas quentes para viajar com as crianças. E, claro, boa viagem!

Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Continue lendo
Indicados para você