[ editar artigo]

7 dicas para não perder as crianças em locais movimentados

7 dicas para não perder as crianças em locais movimentados

Quem já passou pela experiência de perder o filho em um local público sabe o quão desesperador e aterrorizante ela pode ser. Todo o cuidado é pouco na hora de sair de casa com as crianças, especialmente quando no destino haverá muitas pessoas ou se trata de uma viagem ao exterior. Para que esse tipo de imprevisto não aconteça – ou não volte a ocorrer –, existem algumas medidas que os pais podem tomar. Confira a seguir uma seleção de conselhos e sugestões que podem ajudar.

Organizando o time

Todo mundo sabe como as crianças são, especialmente quando se encontram em um local com diferentes pessoas e estímulos. Em um momento estão ali, conosco; porém, basta uma pequena distração e, no segundo seguinte, os pequenos se mandam alegremente para longe de nós, sem que a gente perceba. Pois, para evitar que os nossos filhos se percam em locais públicos ou desconhecidos, é necessário um pouquinho de planejamento e organização. Veja as dicas:

1 –  Antes de pôr os pés para fora de casa, seja para ir ao parque, ao shopping, à praia ou fazer uma viagem, estabeleça algumas regras para o passeio, como o que fazer em caso de que a criança se separe dos pais – orientando o pequeno sobre quais pessoas procurar para pedir ajuda: um policial, um segurança, um guarda-vidas, um atendente de loja ou uma mãe acompanhada dos filhos, por exemplo.

2 – Vale ainda orientar a criança a procurar ajuda em recepções de locais públicos ou postos policiais, nunca sair do lugar onde se encontra – muito menos na companhia de estranhos – e em hipótese alguma embarcar nos veículos de pessoas desconhecidas. E sempre estabeleça um ponto de encontro para o caso de que ela se perca.

3 – Vista a criança com roupas de cores vivas e memorize o que ela está usando, já que isso poderá ajudar a identificá-la em meio a outras pessoas e/ou grupos de crianças.

4 – Hoje em dia, todos os pais registram centenas de fotos dos filhos no celular; então, sempre tenha uma imagem recente do pequeno armazenada e lembre-se de capturar um retrato dele antes de sair. Isso porque, em caso de imprevistos, os adultos terão uma fotografia que mostra como, exatamente, a criança estava vestida no dia do passeio. Também é válido carregar uma imagem recente do filho na carteira, para a situação de que o celular não possa ser usado.

5 – É importante que a criança memorize algumas informações básicas, como sua idade, o nome completo e o nome dos pais. Caso o pequeno tenha idade suficiente, é bom que ele saiba o número do celular dos pais e o endereço residencial ou do local onde a família se encontra hospedada. Essas informações podem ser anotadas e colocadas na mochila, no bolso, em etiquetas presas às roupas dos filhos ou em pulseiras e crachás; no caso de viagens internacionais, elas devem estar no idioma do país – ou pelo menos em inglês.

6 – Em caso de grupos maiores, com várias famílias, vale designar um adulto para ficar de olho em uma ou duas crianças e ficar sempre alerta à sua movimentação. Aliás, os pequenos jamais devem permanecer sem supervisão e, se um adulto tiver que se ausentar, outro deve assumir a tarefa de cuidar dos pimpolhos – e as crianças devem ser avisadas da “troca de guarda”.

7 – Para finalizar, no caso de crianças menorzinhas, é melhor que elas jamais se separem dos adultos. De qualquer modo, vale mencionar também que já existem opções de acessórios como relógios e pulseirinhas equipados com GPS e localizadores que permitem que os pais rastreiem a localização dos filhos em tempo real através de aplicativos.


Você já navegou pelos demais conteúdos publicados aqui na comunidade da Alô Bebê? Não deixe de conferir nossos posts e compartilhar suas experiências conosco!

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você