[ editar artigo]

Aleitamento materno: conheça aqui experiências reais de amamentação

Aleitamento materno: conheça aqui experiências reais de amamentação

Amamentar o bebê é uma fase muito aguardada pelas futuras mamães, não é mesmo? Ter os bebês nos braços e poder oferecer o leite materno, é uma experiência que desperta muitos sonhos e ansiedade. Porém, cada mamãe vive a maternidade de uma forma diferente, em algumas esse processo foi muito fluído, já para outras houve algumas dificuldades iniciais, além daquelas que não conseguiram amamentar o seu bebê.

Pela multiplicidade de vivências e, por acreditarmos que todas as histórias das mães são importantes e válidas, perguntamos em nosso perfil no Instagram como foi a experiência das nossas seguidoras com a amamentação.

Recebemos mais de 100 relatos, desde aquelas que tiveram muito leite, desde o início, até aquelas que não conseguiram amamentar o seu bebê.

Com isso, buscamos formar uma rede de compartilhamento e ajuda mútua, para que todas possam se sentir acolhidas e, até mesmo, trocar ideias, informações e auxílio com outras famílias. A seguir, você conhece alguns relatos!

Às vezes há dificuldades no início, mas elas passam

Minha experiência foi entre altos e baixos. Nas primeiras horas de vida, minha filha não sugava nada em mim, aí esgotava e oferecia o meu leite para ela. Depois em uma semana, ela já sugou e foi uma adaptação pra nós duas. Agora, já está com cinco meses e mama muito bem. Lembrando que fiz uso das conchas para amamentação, elas me ajudaram a manter o bico do seio, além de ajudar a tirar o leite. Amo amamentar! É um momento único para nós. (pa.mela9821)

Foi um momento de adaptação e insistência da minha parte. Durante os dois primeiros meses eu sentia muita dor, mas não desisti. Via nos olhos do meu filho a sensação prazerosa e gostosa que ele sentia. Ele acabou de completar 1 ano (25/07) e já demos início ao desmame. Acredito sofrer mais do que ele, pois foram meses de muito amor, muita dedicação pelas noites mal dormidas e uma conexão que não tem explicação. Já sinto saudade só de saber que logo, logo não teremos mais esse momento tão nosso. (be_stancev)

O Bernardo nos primeiros dias não queria pegar pois eu não tinha bico e então tive que usar bico de silicone, eu chorava muito. O fato dele nascer prematuro complicou, porque ele não acordava para mamar e eu tinha que acordá-lo a cada 3 horas, os dias foram passando e eu decidi abandonar o bico de silicone e então doeu um pouco. Mas hoje ele mama e não quer mais largar, suga os meus dois peitos! E aqui a fartura de leite é grande! Graças a Deus! Vai completar 2 meses e está com 5.150 kg só com o leite materno, isso é incrível! Deus é maravilhoso (russeana)

Perfeita! Doeu? Sim, no começou doeu e sangrou muito, mas passou e agora o que temos são momentos maravilhosos juntas! Minha bebê está com 7 meses e continuamos com o peito por aqui, pois ela não troca por nada! (sasahmartinez)

Meu filho tem 1 mês. Ele teve que ficar 5 dias na UTI e viciou na mamadeira e isso fez com que não estimulasse meu leite descer. Tivemos uma pegada boa, mas ele era preguiçoso e ficava esperando a hora da mamadeira. Consegui reverter isso utilizando relactador, também consegui aumentar meu fluxo de leite. Hoje ainda aplico fórmula após a mamada, mas estou feliz com nosso momento e esperançosa para ter uma amamentação exclusiva. (carol_sper)

Cada filho é uma experiência única

Da minha primeira filha foi horrível. Ela não pegou certo, meu seio rachou, enquanto ela mamava, sangrava e eu chorava de dor. Entrei em depressão e aos 4 meses a mama não produzia mais leite. Tive que optar pela fórmula. Agora, minha segunda filha, que está com 6 meses, mama super bem! É apaixonante ver aqueles olhinhos cheio de ternura e agradecimento. O único problema que vejo é amamentar fora de casa, quase sempre tenho armar um “barraco básico”. Penso o seguinte: se você pode comprar um cachorro quente na barraquinha na calçada e sair comendo, por que o meu bebê não pode encher a barriguinha dele em qualquer lugar? Sou contra qualquer tipo de preconceito! (insta_jucamartins)

Primeiro filho! Mágico, pega correta dede a maternidade, fartura em leite. Já minha filha? Frustração! Fissuras, dores insuportáveis, pega incorreta, mastite. Se tivesse acontecido isso com o primeiro teria desistido, mas devido à lembrança que eu tinha de uma amamentação prolongada e mágica, resolvi insistir e hoje estamos indo muito bem. Meu primogênito mamou até 2 anos e 6 meses, hoje estamos completando 4 meses e 9 dias em LD. Superação é essencial para viver os momentos mágicos da amamentação, toda mãe tem que saber seu limite. Amamentação é linda e mágica, dói, mas não tem que doer para sempre. A mãe precisa estar bem para transferir o amor para seu filho. Se for sofrido, não se culpe em dar LA, o importante é que se faça com amor. (raphinha_assis)

Maravilhoso, duas filhas com diferença de 14 anos. A primeira mamou apenas no peito até o sexto mês, e depois começou com os alimentos e água. A segunda filha, foi a mesma coisa. A única diferença é que a primeira mamou até os 8 meses e a segunda mamou até os 2 anos e 7 meses. Eu amo amamentar! A melhor ligação de amor que podemos ter com alguém. Quando for amamentar limpe sua mente e foque apenas em vocês dois, mãe e o bebê. Sinta a conexão entre vocês, o leite aumenta e o seu amor também (raquelcruzrp)

Em alguns momentos é preciso de ajuda profissional

Minha primeira filha, pegou o peito desde a maternidade, porém a pega estava errada. Precisei da ajuda de uma fono profissional, que me orientou e muita coisa mudou desde esse dia, pois estava bastante machucada, era doloroso demais amamentar, eu realmente via estrelas. Mas em nenhum momento pensei em desistir. Hoje minha filha tem 8 meses, ainda amamento em livre demanda, apesar de todas as dificuldades, dias de cansaço, sono, ter ela nos braços, não tem explicação, simplesmente AMO (dezinha_alfonso)

Desde a maternidade a amamentação começou

Muito tranquila, com meus dois filhos (duas gestações) não tive problemas, a pega foi certinha desde o começo, claro que na primeira semana ficou mais sensível, usei lanolina e rapidinho ficou ótimo. (Nathapupolin)

Está sendo uma experiência maravilhosa desde o primeiro momento, ainda na sala de pós-anestesia. Minha pequena pegou certinho e o que me ajudou muito foi a utilização da concha de silicone. Primeiro, para não vazar leite e segundo porque mantém o bico no formato da boca dela, o que evita dor e desconforto. Estou amando cada momento. Agora ela está com 3 meses e a troca de olhares durante a amamentação é mágico! (vanessasiman)

Está sendo maravilhoso! Tive câncer de mama, então só tenho uma mama pra amamentar, mas estou tendo muito leite, o meu filho pegou a mama de primeira desde a maternidade. Já faz vinte dias que ele nasceu e está sendo maravilhoso, só tenho que agradecer a Deus. (cardososiane)

O aleitamento materno não ocorre, mas o amor continua firme e forte

Minha primeira filha não consegui amamentar, foi horrível, chorei demais. Meu peito rachou, sangrou, ela não pegava direito, não produzia leite, então não consegui amamentar. Estou grávida de 7 meses de outra menina e espero que dessa vez seja diferente. Quero muito consegui amamentar porque sei a importância do leite materno. Deus abençoe que eu consiga. (Carols2gilmar)

E você, qual foi a sua experiência em amamentação? Teve dificuldades? Tem dicas para dividir com outras mamães? Aproveite a área de comentários e compartilhe com toda a Comunidade Alô Bebê a sua experiência! Vamos lá?

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você