[ editar artigo]

Aprenda a estimular a fala do seu filho

Aprenda a estimular a fala do seu filho

Não tem coisa mais fofa e divertida do que um bebê vocalizando e aprendendo a falar. A fala é um processo que demora cerca de dois anos para se concretizar, mas que começa a apontar logo depois que o neném nasce.

O mais legal é que o sucesso desse aprendizado depende diretamente da postura da família. Estimular a fala pode ser muito divertido, porque parece brincadeira e dá muito resultado.

Para começar é importante saber o que esperar de cada fase do bebê em relação à fala:

De 0 a 3 meses

O bebê faz sons de vogais e chora.

De 4 a 6 meses

Repete o som de uma mesma consoante várias vezes como “dadada”, ou “bebebebebe”.

De 6 a 9 meses

Seu filho faz vários sons e mistura vogais mais compridas com consoantes mais curtas. É praticamente uma cantoria.

De 10 a 12 meses

O bebê inventa uma linguagem própria. Tem palavras e frases inteiras ininteligíveis, mas com entonação de frases mesmo.

De 12 a 18 meses

Seu filho fala palavras e pequenas frases com sentido.

Não se preocupe se a fase em que acontece cada um desses avanços variar um pouco. O importante é a sequência de conquistas. Para cada uma dessas fases há boas maneiras de estimular a fala do seu filho. Levantamos algumas com especialistas e vamos passar para você.

Fale com o bebê

Desde o dia em que ele nasceu, converse. Conte as coisas, explique como é o mundo. Diga quem é você, quem são os parentes dele, onde ele está e que atividade estão fazendo.

“Estou trocando sua fralda. Vou abrir, limpar o bumbum com algodão e água. Está morna, não se preocupe. Agora vou passar a pomada e colocar outra fralda bem limpinha”. Não precisa ser exatamente assim, mas narrar o mundo é uma das melhores formas de estimular a fala do bebê.

Não receie parecer maluca porque está “falando sozinha”. Você não está. Seu bebê presta atenção em tudo que você faz e vai aprender repetindo os seus gestos e comportamentos. Repare se ele se interessa pelo que você diz, se vira a cabeça ou os olhos para acompanhar você. São os sinais de desenvolvimento, além de ser lindinho.

Palavras e frases corretas

Não imite a fala de uma criança para estimular a fala do seu filho. Palavras e frases corretas, ditas em entonação normal, são a melhor pedida para ensinar seu bebê a falar corretamente. Não menospreze a capacidade de entendimento do seu filho. Talvez ele não responda de forma tradicional, mas está absorvendo tudo.

Responda

Nas primeiras semanas, o choro é a linguagem que seu filho tem para se comunicar. Esteja atenta e respeite a sinalização dele.

Quando você estabelece esse sistema: choro = atendimento de necessidade, está, na verdade, criando um diálogo com o bebê, ensinando ele como as coisas funcionam. Ele vai “falar” e ser atendido. Sempre. Vai aprender esse caminho de comunicação.

Entonação

Para estimular a fala do seu filho, o que você diz vale menos do que como você diz. A criança aprende a entonação mais rapidamente que o conteúdo. É assim que ela vai reconhecer e preferir a língua materna antes das outras.

É mais fácil para o bebê imitar a entonação e logo você vai vê-lo “falando” numa língua imaginária. Você não vai compreender as palavras, mas vai perceber que a entonação está certinha. Quando isso acontecer, responda. Não deixar o bebê conversar sozinho também ajuda a estimular a fala.

Cante

Nem ligue para a sua afinação. Cantar é uma forma mais alegre de falar e estimula a fala do bebê também. Ele vai querer imitar você e vai ter muito prazer em vocalizar sons, em experimentar possibilidades de notas, de gritos e de sussurros.

Repare que quando a linguagem é estimulada como brincadeira, ela flui naturalmente e vira um vínculo entre pais e filhos.

Leia

Contar histórias é uma atividade que pode começar desde cedo. No começo, a leitura alta estimula a fala. Mais adiante, estimula o prazer de ler. Não ache que ele não se interessa. Ele está prestando atenção e vai reconhecer mais facilmente palavras e frases inteiras.

Quando o bebê começar a sentar, entregue livros próprios para bebê na mão dele e deixe-o manusear. Enquanto ele vira as páginas, você narra a história. Poesias são boa pedida. A brincadeira, rimas e ritmos enriquecem o vocabulário do bebê. Ele pode até dançar com o jogo de palavras e repetir algumas depois que você falar.

Ensine

Mostre os objetos para seu filho e diga o nome. Repita, conte quais são os sinônimos. Invente músicas e rimas para cada objeto novo. E pergunte — muito — o nome das coisas para o bebê. Claro que no início ele não vai responder.

Mas quando a mágica acontecer, comemore! É uma conquista e tanto. Aproveite para ensinar outros sinônimos para cada palavra que ele aprender.

Uma informação extra: bebês e crianças, quando brincam juntos, estimulam a fala um do outro. Um ensina ao outro, naturalmente, o que sabe, como se chamam as coisas, as brincadeiras e as pessoas. Por isso, estimule o convívio e a interação entre os pequenos.

Brinque

Criança aprende mesmo é brincando. Brincar com palavras, frases, cantorias e o nome das coisas é o que estimula a fala do bebê. Além de ser muito divertido. Deixe seu lado professora de lado e vá para o nível do bebê. Explore as vogais e as consoantes brincando com os lábios de fazer BRRRRRRRRRR, ou PPPPPPP, ou Mamamamamama.

Brinque de conversar sobre assuntos sérios, exagere na entonação e comemore cada palavra ou frase aprendida. Se puder, grave o som da conversa dele e mostre quando for mais velho. Ele mesmo vai notar quanto cresceu e se desenvolveu. Isso também estimula a fala.

Conte para todo mundo que está ajudando seu bebê a falar. Peça que falem com ele normalmente, sem afetação e com palavras corretas, para ele aprender do jeito certo. E compartilhe pelas redes sociais com os amigos e amigas, com os parentes e com quem convive com seu bebê essas dicas aqui.

Se todo mundo estimular corretamente a fala, logo teremos bebês falantes e cantantes. Nada mais encantador do que isso, não é mesmo? Aproveite para compartilhar esse post nas suas redes sociais e divida as informações com outras famílias! 

TAGS
Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você