{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Aprenda a evitar e tratar assaduras no bebê
[editar artigo]

Aprenda a evitar e tratar assaduras no bebê

É quase inevitável: bebê que usa fralda, cedo ou tarde, tem assadura. A pele  fica vermelha no bumbum e na virilha. Aparecem bolinhas, quentura, inchaço e chega a descascar.

A gente chama de assadura, mas o nome científico é dermatite de fralda. É isso mesmo que acontece nas assaduras no bebê: a pele (derme) inflama por ficar coberta pela fralda de pano ou descartável.

Mas não é a fralda propriamente dita quem provoca a irritação e sim o contato com o xixi e o cocô. Calma, isso não significa que você não cuida bem do seu filho. Não precisa achar que está fazendo tudo errado. Aliás, essa é a doença mais comum e mais relatada nos consultórios de pediatras.

Embora não seja uma situação complicada e grave, as assaduras no bebê incomodam bastante e podem ser uma porta aberta para outras infecções oportunistas, como aquela causada pelo fungo Candida albicans, a famosa candidíase.

É que dentro da fralda tem tudo que o germe quer: calor, umidade, matéria orgânica e pouca luz. Com isso a cândida pode se aproveitar e piorar ainda mais a assadura.

Como prevenir as assaduras no bebê?

Trocando as fraldas com frequência — a cada duas horas, se estiver limpa, ou sempre que o neném fizer xixi ou cocô. Nos primeiros meses, precisa ser muito frequente mesmo. Depois, a pele fica um pouco mais resistente e não assa tão facilmente.

A cada troca, limpe o bumbum e a virilha com água morna, seque com uma fralda macia de pano e aplique o creme de proteção. Passe no bumbum e na virilha. Se o bebê for menino, pode passar um pouco de pomada no saquinho. Nas meninas, não passe na parte interna da vulva.

Evite usar lenço umedecido, porque pode ressecar a pele e deixar algum resíduo. Os lenços são ótimos aliados para os passeios. Em casa, algodão e água são a melhor opção. Depois do banho, seque bem a pele do bebê antes de botar a fralda.

Como tratar as assaduras?

Mas, se mesmo com todos esses cuidados, você constatar assaduras no bebê, vamos ensinar a resolver. É fácil e, o melhor, dá efeito rápido. Primeiro, fale com o pediatra e diga como está a situação. Só vermelho? Quente? Com bolinhas? Descamação? O médico vai indicar o tratamento apropriado para cada um desses sintomas.

De forma geral, a sugestão é: aumentar a frequência das trocas de fraldas; redobrar a higiene; garantir que a região fique seca e, se necessário, creme anti-inflamatório e anti-fúngico. Lembrando, é claro, que apenas o pediatra pode indicar o medicamento adequado.

Pele vermelha, irritada e descamando pode não ser assadura. Existe uma chance de ser alergia à fralda, à pomada anti-assadura, ou a algum outro produto usado na higiene. Para diferenciar uma da outra, o pediatra é o melhor aliado.

Outra arma eficiente contra as assaduras no bebê é a informação. Conhecer o que causa as assaduras e como tratar a situação ajuda a aliviar o desconforto do bebê e a preocupação dos pais.

Se você quiser fazer parte dessa corrente positiva, que tal compartilhar esse post nas suas redes sociais e alcançar pais e mães de bebês pequenos? Basta se cadastrar aqui no site, clicar ali ao lado e espalhar o conteúdo por aí. ;)

TAGS
Alô Bebê

Alô Bebê

Redação - Alô Bebê

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Artigos relacionados

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar