{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
Cadeirinha de bebê para o carro: o guia completo!
[editar artigo]

Cadeirinha de bebê para o carro: o guia completo!

Esse post começa de forma bem taxativa: sem cadeirinha de bebê a criança nem entra no carro. Não se assuste com uma colocação tão assertiva. É assim que a gente deve agir quando precisa transportar o filho.

Não pode ser diferente e não pode abrir mão. Nunca. Nem em uma única viagenzinha. A cadeirinha de bebê é a certeza de que seu filho estará bem acomodado e em segurança. Nem discuta como acha que o passeio é curto, ou que isso é bobagem. Quando se trata da vida e do bem estar das crianças, é preciso ser firme mesmo.

Acontece que, mesmo convencidos da importância da cadeirinha de bebê, alguns pais ainda escorregam e cometem alguns erros em relação ao transporte e ao uso da cadeirinha. Mas se você seguir nossas dicas, não vai se enganar e, de quebra, ainda vai saber como escolher o melhor modelo para seu filho.

É uma fase

O deslize mais frequente dos pais é não respeitar o tamanho certo da cadeirinha de bebê de acordo com a fase em que o filho está. Até um ano de idade, o certo é usar bebê conforto, que vai mais deitado e, primeiro, de frente para o encosto do banco de trás.

Depois de um ano, pode passar seu filho para a cadeirinha de bebê. Ele já vai ter a altura e o peso certos para ir sentado, de frente para o vidro dianteiro, usando o cinto de segurança do próprio automóvel. Não vale a pena esticar o uso do bebê conforto, nem adiantar o uso da cadeirinha de bebê. Cada fase pede o assento apropriado.

Instalação

Pais que não lidam bem com manuais de instrução devem pedir ajuda. Toda cadeirinha de bebê tem um jeito certo de instalar, de manusear, de prender e desprender do cinto do automóvel.

Verifique bem as instruções e tenha a certeza de que a cadeirinha está instalada de forma correta. Os vendedores das lojas e pais com filhos da mesma idade costumam dar boas dicas. O serviço de atendimento ao consumidor das marcas mais sérias também está de prontidão para tirar as dúvidas.

Folgado

Cinto de segurança foi pensado para segurar firme. Se ele estiver frouxo, mesmo que a criança esteja na cadeirinha de bebê, existe risco. O cinto deve ficar rente à pele, segurando.

Não precisa espremer a criança, é claro, mas se certifique que o cinto está segurando seu filho. Além do olhar dos pais, a melhor medida é um dedo. Coloque seu dedo entre o cinto e o corpo da criança. Essa é a medida justa de firmeza do cinto.

Ao contrário do que você imagina, se o carro não sacudir demais, o cinto bem firme não machuca e nem incomoda. Aliás, dá uma sensação de segurança que faz a criança relaxar.

Calor

O tecido da cadeirinha de bebê costuma ser grosso e reforçado para resistir ao uso, à limpeza e às brincadeiras das crianças. Por isso mesmo, tende a ser quente.

Se você agasalhar demais a criança que vai ser transportada na cadeirinha, além de fazê-la passar calor, pode dificultar a ação do cinto de segurança. Prefira deixá-lo com um agasalho mais fino, e se precisar, ligue o ar quente do automóvel.

Agora que você já sabe por que e como tem de usar a cadeirinha de bebê para transportar seu filho, pintam dúvidas justas: como escolher a cadeirinha mais apropriada diante de tantos modelos disponíveis? Nós vamos ajudar.

As cadeirinhas de bebê estão cada vez mais modernas e cheias de utilidades. Sem abrir mão da segurança, a principal razão de ser desse equipamento, muitas oferecem níveis de regulagem do encosto, altura, possibilidade de crescer junto com a criança, entre outras.

Mas você não precisa estar atento a tudo. Existem pontos fundamentais a que você deve estar mais atento. O restante é gosto e preferência.

Até que idade?

As cadeirinhas de bebê são divididas em três grupos. Chamados de grupo de massa 1, para crianças de 9 a 18kg e com, no máximo, 1m de altura. Isso engloba bebês de 1 ano até 2 anos e 8 meses.

O segundo grupo, chamado de grupo de massa 2, é feito para crianças de até 25kg, com altura até 1,15m e cerca de 5 anos de idade. Tem ainda o grupo de massa 3 para crianças com até 36kg, 1,30m e 10 anos de idade.

Veja qual é o grupo do seu filho e se certifique que ele atende a essas especificações. O Código Brasileiro de Trânsito determina o uso da cadeirinha de bebê até os 4 anos de idade. Após isso, só assento e sem encosto. No entanto, avalie a rotina da sua família e a maturidade do seu filho para decidir quando parar de usar a cadeirinha de bebê.

Test drive

As lojas permitem e até recomendam que os clientes testem a cadeirinha antes de comprar. Instale no carro, prenda o cinto, acomode a criança e veja se tudo se ajeitou bem. Conforto e segurança, posição no veículo, facilidade para instalar e desinstalar contam na escolha do modelo.

Cadeirinhas de bebê com itens opcionais, como bandeja, apoio para copo, apoio para os pés, almofada de pescoço, etc, podem ser uma opção. Lembre, no entanto que o que é obrigatório por lei não é opcional. Tem de estar lá e vir de fábrica.

ABNT e InMetro

Não compre cadeirinhas sem a certificação dos dois órgãos que verificam a segurança dos equipamentos para crianças. Isso não é uma bobagem, nem frescura. É a certeza de que a cadeirinha de bebê cumpre o que promete e manterá seu filho a salvo.

Como você fez a escolha da cadeirinha de bebê que transporta seu filho? Quais pontos foram importantes na sua escolha? Comente o nosso post e conte os fatores mais importantes para você e sua família no uso da cadeirinha.

Tudo isso ajuda outros pais e mães a tomarem suas decisões. Ah, e não esqueça também de compartilhar nas suas redes sociais!

Alô Bebê

Alô Bebê

Redação - Alô Bebê

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar