[ editar artigo]

Como acalmar uma criança agitada? 8 dicas!

Como acalmar uma criança agitada? 8 dicas!

Algumas crianças parecem ter vindo ao mundo com pilhas alcalinas que jamais descarregam. Correm, pulam, fazem barulho, bagunçam o quarto, brincam de dez coisas ao mesmo tempo. Se os pais também seguirem essa linha, sem problemas. Será uma casa com energia brotando por todos os cantos, mas com todo mundo afinado.

Acontece que, na maioria das vezes, a criança agitada tem um ritmo e seus pais — que trabalham, cuidam da casa, enfrentam trânsito e reuniões sem fim —, outro, bem mais leve. Se esse for o seu caso, relaxe. Existem comportamentos, atitudes e ideias para dar vazão à eletricidade do filho e, por outro lado, ajudá-lo a se concentrar, focar e desligar quando for a hora.

A providência número zero é conhecer bem a personalidade do seu filho. Pode ser que ele seja agitado sempre, pode ser só um momento do dia, ou pode ser ainda uma reação a algum acontecimento.

Se for uma resposta, vale observar bem e descobrir o que causa esse comportamento e agir pontualmente, evitando que a criança se altere à toa. Se não for por aí, o olhar do pai e da mãe é o mais valoroso para desvendar a personalidade do filho.

Para aqueles que ficam elétricos em algum momento do dia (de manhã cedo, ou antes de dormir, por exemplo), vale evitar as ansiedades seguindo uma rotina bem rígida, que relaxa a criança, já que ela sabe o que vai acontecer imediatamente depois.

Trocando em miúdos, se o pequeno fica muito agitado pouco antes da hora de dormir, pode apostar, é sono e receio de ir para a cama, enfrentar a noite e a separação dos pais. Remédio? Rotina neles! Crie um ritual, adormeça a casa, não estimule o menino ou a menina nos momentos anteriores ao sono e seja firme nos horários.

Agora, se seu filhote é do tipo agitado o dia todo, aí o trabalho é dobrado e você vai precisar de algumas estratégias. A ideia é ditar o ritmo e não ser refém dele. Isso faz toda a diferença para evitar o cansaço do adulto e para orientar a energia da criança.

1. Bote a criança para se mexer

Antes que a criança peça, proponha uma atividade que canse bastante mas que não precise de muito espaço (perfeito para fazer dentro de casa e em dias de chuva). Ligue o som alto e transforme a sala numa discoteca.

Vale brincar de estátua e quando parar a música, ninguém se mexe! Vale brincar de interpretar com o corpo o que a canção diz. Vale só dançar. Traga o colchão para a sala e libere o pula-pula. Ninguém se machuca, porque o colchão está no chão e a bateria começa a se equilibrar.

2. Canse ela antes que ela canse você

Crianças agitadas precisam de atividade física. Vá para um parque, uma praça, um espaço de lazer e deixe seu filho fazer movimentos que exijam bastante do corpo: trepa-trepa, subir em árvore, atravessar circuitos.


Relaxe, ele não vai cair e nem se machucar. Deixe ele explorar suas capacidades e inventar novos usos para os brinquedos. Seu papel é estimular.

3. Esportes

Praticar uma atividade física regular traz efeitos na hora — ele vai gastar bastante energia — e a longo prazo a saúde e a logevidade agradecem. Os benefícios são vários: para o corpo, para auto-estima, para a socialização.

Veja o que seu filho gosta e invista nessa ideia. Se for possível, faça a atividade também. A saúde e o vínculo com o filho saem fortalecidos.

4. Não estigmatize

Os pequenos elétricos não são ruins, nem mal-criados. Têm muita energia e precisam botar ela para circular. Não brigue com a criança, nem a condene por ter esse vulcão. E nada de comparar com o irmão que é quietinho. As personalidades devem ser respeitadas.

Oriente, encontre caminhos para dar vazão e brinque junto. Esses momentos são ótimos para pais e filhos se aproximarem e fazerem coisas gostosas juntos.

5. Foco e concentração

Ao mesmo tempo que devem ajudar os filhos agitados a gastar a energia de forma divertida e saudável, os pais devem ajudar as crianças a se concentrar e ter foco, duas habilidades fundamentais para crescer saudável e aprender muita coisa. Algumas atividades exigem bastante concentração e nem por isso são chatas ou dão tédio.

Aprender um instrumento, colecionar e colar figurinhas, fazer trabalhos manuais são alguns exemplos. Se seu filho é curioso, manuais de cientista-mirim fazem sucesso e vão ocupá-lo por um bom tempo.

6. Deixe ele criar

Você não precisa ficar controlando a criança o tempo todo. Os agitadinhos costumam ser uma usina de ideias. Por isso, deixe ela solta e livre para inventar suas brincadeiras e como vai gastar o tempo. Lembre que quando ela está criando e executando, está reforçando o planejamento, a concentração e o foco e a realização.

7. Eletrônicos com parcimônia

Jogue a primeira pedra quem nunca recorreu ao tablet, ao celular ou ao vídeo game para entreter a criança por meia horinha e dar tempo de tomar um banho ou fazer o jantar. Usados com orientação e parcimônia, os eletrônicos dão mesmo essa força e até ajudam a criança a focar em uma única coisa. Mas conheça os conteúdos que ela acessa e libere só os que não causam mais agitação.

A ideia do game ou do tablet é esvaziar a cabeça e concentrar por alguns minutos e não gerar raiva, frustração e mau humor. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que até os 2 anos, a criança não brinque com eletrônicos. Dos 3 aos 6 anos, entre 20 minutos e 1 hora no máximo por dia. Sempre com atenção dos pais.


8. Dormir bem

Crianças agitadas precisam dormir bastante e descansar para repor as energias e não se estressar ou ficar irritada. Garanta uma boa noite de sono não estimulando demais o seu filho nas horas que antecedem a soneca. Escureça a casa, façam silêncio e, se for possível, deixe-o acordar só quando o sono acabar.

Viu só? Organizando dá para lidar de forma mais tranquila com os filhos elétricos. Para saber mais, encontrar conteúdos e orientações para esse e outros assuntos, se cadastre no Alô Bebê Club e receba todas informações para criar seu filho com mais alegria e sem nenhuma dúvida.

 

TAGS
Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você