[ editar artigo]

Como cuidar da cólica em bebês?

Como cuidar da cólica em bebês?

Desde as primeiras semanas de vida, a cólica em bebês se torna um desconforto para o recém-nascido e motivo de preocupação para os pais. Afinal, ouvir o bebê chorando sem parar e não saber o que fazer para aliviar esse sofrimento é difícil para todos.

Por isso, é importante entender de onde surge a cólica em bebês e quais são as medidas mais eficazes para tratá-la.

Como a cólica acontece?

Antes do quarto mês de vida, a flora intestinal dos pequenos ainda não está completamente formada. Ela vai se fortalecendo e se conectando melhor com os comandos do cérebro a partir dessa idade, com ajuda dos diversos nutrientes do leite materno. Porém, até atingir esse ponto, as cólicas podem acontecer com certa frequência.

Como o sistema digestivo do bebê ainda está se desenvolvendo, a digestão é um processo desconfortável e, muitas vezes, doloroso. Gases, refluxo e algumas alergias alimentares pioram a situação, deixando o bebê mais sensível e mais suscetível às cólicas.

A maioria das crianças passa a ter menos cólicas a partir do quarto mês, e elas costumam sumir até o sexto mês. Entre os sintomas mais comuns, estão o choro, que normalmente é diferente do choro comum da criança; espasmos dos membros, como encolher e esticar as pernas, fechar as mãos ou arquear as costas; e ficar com a barriga mais inchada.

O que fazer para evitar e aliviar a cólica em bebês?

A cólica em bebês, apesar de incômoda, é uma reação normal do corpo do recém-nascido. Por isso, evitá-las por completo não é possível. Mas algumas atitudes podem fazer com que os episódios sejam menos recorrentes, como alimentar o bebê sempre que ele estiver com fome e fazê-lo arrotar depois de mamar.

A ingestão de ar durante a alimentação pode aumentar os gases e intensificar o desconforto da cólica em bebês. Por isso, ao amamentar, a mãe deve estar com a coluna ereta, evitando a passagem de ar. Se o bebê usa mamadeira e tem cólicas constantes, mude o bico para reduzir a quantidade de ar.

Mas como aliviar esse desconforto depois que a cólica começa? Confira algumas dicas abaixo:

  • Faça massagem: massagens em sentido horário ao redor do umbigo, com pouca pressão e movimento suaves, ajudam a reduzir a cólica em bebês;

  • Recorra ao calor: usar bolsas térmicas em crianças pode causar queimaduras na pele sensível; banhos quentes e contato de pele com pele, no entanto, são boas maneiras de aliviar esse desconforto, pois relaxam a musculatura;

  • Deixe-o confortável: dar carinho, pegar no colo, enrolar em uma manta e ficar próximo ao bebê são maneiras de deixá-lo mais confortável e menos incomodado durante as cólicas.

Alguns bebês podem precisar arrotar, especialmente se a cólica começar depois do aleitamento. O uso de chás ou de chupetas não é aconselhável, pois ambos antecipam o desmame — mas podem ser eficazes.

O mais importante é que os pais saibam que cólicas em bebês são normais e, apesar do incômodo, não são sinais de nada mais grave. Faça um acompanhamento regular com o pediatra e não utilize medicamentos que não forem prescritos. Essa fase vai passar, e todos vão se sentir muito melhor.

Gostou de saber mais sobre cólica em bebês? Confira mais posts sobre a saúde dos pequenos em nossa comunidade!

 

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você