[ editar artigo]

Como é a primeira consulta com o obstetra?

Como é a primeira consulta com o obstetra?

Deu positivo? Que maravilha! Parabéns ao casal e muita saúde para a criança que vai chegar!

Normalmente, a gestação é descoberta pouco depois do atraso menstrual – portanto, cerca de 15 dias após a concepção propriamente dita – , mas em termos médicos, a gravidez é contada a partir da data da última menstruação. Por isso, para os médicos, quando a mulher descobre a gravidez já está na 4ª ou 5ª semana de gravidez.

Depois de comemorar bastante, a primeira providência é marcar a primeira consulta com o obstetra. O ideal é que ela aconteça entre a 5ª e a 8ª semana de gravidez. Reparou que estamos chamando o médico de obstetra e não mais de ginecologista? Essa transformação é temporária e acontece porque agora, o especialista não cuida mais só da saúde da mulher, mas também vai acompanhar a chegada de uma criança.

Essa primeira consulta com o obstetra é bem especial. Primeiro, porque é a primeira, um marco mesmo. Segundo, porque, ali, vocês dão início a uma série de providências para garantir uma gravidez tranquila e saudável para todo mundo. Isso envolve a parte física e também o acolhimento emocional.

Assim que conseguir marcar a primeira consulta com o obstetra – vale informar que você descobriu a gravidez, isso dá prioridade no atendimento – é hora de você fazer a lição de casa. Anote todas as suas dúvidas – todas mesmo, não existe pergunta boba – e leve essa cola para o consultório.

O obstetra vai falar bastante, antecipar como devem ser os próximos 9 meses. Mas as suas questões é que darão o tom de por onde ele deve ir, se deve explicam mais um ou outro aspecto ou outro da gravidez e do parto. Tenha paciência para ouvir tudo e não saia da consulta com nenhuma dúvida. Se tudo vai bem, a próxima consulta será só dali a um mês. Por isso, aproveite bem o seu tempo.

O Sistema de Saúde do Brasil considera que seis é o número mínimo para um pré-natal saudável – divididas assim: 1 no primeiro trimestre, 2 no segundo trimestre e 3 no último trimestre. Mas isso é o mínimo. O ideal é que a grávida seja consultada e examinada uma vez por mês até a 36ª semana e, a partir daí, a cada 15 dias ou uma semana, de acordo com a recomendação do médico.

Outra coisa importante, tanto a primeira consulta com o obstetra, quanto as demais, podem durar bastante, porque nenhuma gestante pode ser descontada no trabalho por ir ao médico. As faltas são abonadas.

Na primeira consulta com o obstetra e nas seguintes, o pai pode e deve estar junto e também tem o direito de fazer perguntas e participar das decisões.

Vamos ao que acontece depois que a porta do consultório se fecha para a primeira consulta com o obstetra.

Primeiro de tudo, o médico faz uma anamnese bem completa, que é checar o histórico médico e de saúde da gestante. Ele vai querer saber os antecedentes, os riscos miliares e conhecer os hábitos do casal, principalmente ligados à alimentação, atividade física, qualidade de sono e doenças pré-existentes.

Na sequência, o obstetra faz um exame clínico completo. Peso, altura, pressão, etc.

Aí começa a parte especial, na primeira consulta com o obstetra, ele vai ouvir os batimentos cardíacos do bebê. Se tiver aparelho de ultrassonografia, ele pode usar e mostrar a imagem para você. Não é obrigatório, mas se tiver, aproveite. É emocionante ouvir e ver o coraçãozinho batendo acelerado.

Depois, o médico vai apalpar e medir a barriga, do umbigo para baixo, até a base do abdomem. É assim que ele avalia se o bebê está crescendo bem.

Terminado o exame clínico, o obstetra vai pedir os exames laboratoriais necessários. O mais comum é fazer exame de urina, de fezes, hemograma completo. Faça mais perto da consulta seguinte para o médico avaliar sua situação de momento.

Além desses, na primeira consulta com o obstetra, é importante ele solicitar um ultrassom obstétrico por via transvaginal. Essa é a melhor maneira de observar e avaliar o embrião. Não se preocupe, porque ele é bem seguro e não cutuca, nem machuca o bebê.

A gestante voltará ao consultório no período que vai da 8ª à 16ª semana de gestação. Se passar da 12ª semana, é importante que o obstetra peça, para avaliar já na próxima consulta, um ultrassom morfológico, que avalia a translucência nucal (um líquido que fica na nuca do bebê que indica possíveis malformações) e o osso nasal (a ausência dele pode indicar alterações genéticas, como a Síndrome de Down).

Além dessas duas características, em todos os ultrassons são analisados o líquido aminiótico, o grau de desenvolvimento da placenta, o peso e a altura do feto, a medida da cabeça e do fêmur, que indicam a idade gestacional da criança.

Por fim, na primeira consulta com o obstetra, são feitas as recomendações e orientações para vacina, alimentação, atividade física e outros cuidados que devem ser tomados durante toda a gravidez.

Uma boa dica para ir preparado para a consulta é fazer aquela cola com dúvidas frequentes que falamos lá em cima. Se não tiver nada em mente, peça ajuda para as amigas que estão grávidas ou que tiveram bebê há pouco tempo. Se, ao contrário, você quiser ajudar as grávidas recentes, que ainda vão passar pela primeira consulta com o obstetra, comente aqui abaixo quais são as perguntas que ela pode fazer ao médico.

Nossa área de comentários é o lugar mais certo para você colocar suas dicas e perguntas e, de quebra, contar como foi sua primeira consulta com o obstetra.

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você