Como escolher a babá ideal para o seu filho?
[editar artigo]

Como escolher a babá ideal para o seu filho?

A volta ao trabalho, após a licença maternidade, é sempre um momento delicado. A família precisa escolher quem vai ficar com a criança enquanto os pais estão fora de casa.

As três opções mais escolhidas entre as famílias brasileiras são: deixar com algum parente — uma avó, ou tia —, deixar numa creche ou contratar uma babá.

As três opções são válidas desde que se encaixem no estilo e nas escolhas do casal e da família. Por isso, levantamos aqui algumas dicas e sugestões para quem decidiu chamar uma profissional para cuidar da criança. A pergunta é: como escolher a babá do seu filho?

Primeiro passo

A primeira providência é entender os papéis e funções de cada adulto na casa. A mãe vai voltar ao trabalho, mas pode organizar a rotina para fazer algumas atividades e dar conta de alguns cuidados ela mesma. Essa divisão de tarefas precisa estar clara na cabeça dos pais para que não haja chateação.

Isso posto, é hora de encontrar a melhor pessoa para cuidar do bebê. Normalmente, o caminho é perguntar entre os conhecidos. Babás com vínculos com a família (porque é parente de alguém, ou trabalhou junto em outra ocasião, etc) é uma boa medida.

Segundo passo

O segundo passo é chamar a candidata para uma entrevista. Trata-se de um trabalho como qualquer outro e é preciso conhecer a experiência da futura babá, perceber a personalidade, a noção de trabalho em equipe.

Mas também é preciso ter sensibilidade para notar como a candidata vai se relacionar com a criança. Deixe o bebê por perto, atente para como a babá olha e conversa com seu filho e sinta se pode dar certo. Nesse ponto, o currículo da candidata se soma à intuição dos pais. Pode confiar que funciona.

A entrevista pode ser feita com a ajuda de alguma amiga ou parente que já tenha contratado uma ajudante e, por isso, sabe boas perguntas para fazer e conhece detalhes importantes que só a rotina mostra.

Outra boa opção...

...é conversar nos grupos de mães da internet e descobrir o que elas perguntariam a uma possível babá. Com discernimento e bom senso, dá para fazer uma boa lista de questões.

O que é preciso para ser uma boa babá? Os pais podem buscar algumas características objetivas que podem ajudar a como escolher a babá. Ter experiência, ser honesta e tranquila em relação às dúvidas que tem e aos erros que cometeu, falar com carinho verdadeiro das crianças de quem já cuidou.

A idade não deve ser uma questão. As mais jovens têm mais energia e as mais velhas, mais tempo de janela. Já a ansiedade, a pressa, vontade de fazer tudo correndo — que os pais podem perceber conversando na entrevista — é problema.

Atenção nos detalhes

Repare se a candidata ouve e acolhe o que você diz, ou se tem opiniões muito fortes e difíceis de mudar. Se você não puder negociar com a babá e garantir que as coisas sejam feitas como a mãe e o pai desejam, essa não será uma boa experiência.

Ao contrário, se a babá tiver disposição para aprender, trouxer sugestões e se mostrar disposta a dividir com os pais as tarefas (no sentido de ajudar e nunca de substituir a mãe ou o pai), essa pode ser uma parceria duradoura e proveitosa para todo mundo.

Agora que você já sabe como escolher a babá para o seu filho, boca no trombone, conte para todo mundo. Outras mães devem estar passando pelas mesmas dúvidas. Coloque nas suas redes sociais e espalhe bem as informações!

TAGS
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Continue lendo
Indicados para você