[ editar artigo]

Descubra como estimular a inteligência do seu bebê

Descubra como estimular a inteligência do seu bebê

Todos os pais desejam felicidade e sucesso para os seus filhos, e a inteligência com certeza abre muitas portas para que a criança seja bem sucedida no futuro. E a inteligência não é simplesmente um dom que se tem ou não, é algo que pode ser desenvolvido e estimulado. Você sabia que os primeiros 36 meses de vida do bebê são essenciais para a evolução do cérebro? Então, desde o início os pais podem aplicar algumas técnicas para estimular a inteligência do filho.

Confira algumas dicas para que, desde cedo, o seu filho tenha um bom desenvolvimento intelectual:

1. Estimule a consciência corporal

O tato é um dos sentidos que, quando estimulado corretamente, tem o poder de estimular a inteligência do seu bebê. Invista em massagens e em algumas técnicas para estimular o eixo corporal. Para executá-la, o bebê já tem que estar com o corpinho mais firme e ser capaz de ficar de bruços.

Dobre um lençol infantil ao meio, coloque no chão e posicione o bebê em cima de uma das pontas, sendo que a dobra deve ficar entre as axilas e os pés da criança. Enrole o corpo do bebê dos braços para dentro, o descubra e role-o de um lado para o outro. Ele vai sentir como se estivesse rolando sozinho. Faça esse exercício duas vezes ao dia durante cinco minutos.

2. Brinque de esconder

Depois dos 6 meses, os pais podem a começar a estimular a atenção do bebê e brincar de esconder as coisas é uma ótima forma de desenvolver isso. Pegue um pano, se posicione atrás dele e depois apareça. Esconda objetos e depois coloque-os no mesmo lugar, sempre brincando de forma lúdica para estimular o raciocínio lógico da criança.

3. Converse com o seu bebê

Mesmo antes que o bebê consiga falar, é importante que ele se familiarize com a fala o mais cedo possível. Desde a gestação você já pode conversar com ele, falar palavras de carinho, contar sobre o seu dia e falar sobre os seus pensamentos. Também fale sobre as coisas que estão ao redor do bebê, fale o nome dos alimentos e objetos, faça com que ele se conecte com o mundo ao redor por meio das palavras.

4. Desligue a TV e leia um livro

A Academia Americana de Pediatria afirma que os bebês de até 18 meses não devem ser expostos, durante nenhum momento, em frente às telas. Isso inclui a televisão, o tablete e o smartphone. Essa forma de receber informação de forma passiva pode ser prejudicial ao desenvolvimento da linguagem da criança. Por isso, dê preferência aos livros, lendo sempre de forma clara e apontando as imagens.

5. Faça atividades ao ar livre

Sempre que possível, leve seu bebê para ambientes que sejam amigáveis às crianças, como parques, teatro infantil ou outras atividades culturais que o estimulem com novos sons, imagens e pessoas. Se for em parques ou zoológicos, por exemplo, explique a ele sobre os animais, as plantas, deixe-o explorar com o tato e o olfato as diferentes texturas e cheiros da natureza. 

Além disso, quando ele estiver um pouco maior ele terá a oportunidade de desenvolver habilidades sociais dentro desses ambientes com outras crianças.

6. Ensine o seu filho a fazer escolhas

Mesmo quando ele ainda é pequeno, dê opções para o seu filho fazer escolhas desde pequeno entre brinquedos, livros ou atividades que vocês irão realizar juntos. Quando ele ainda não souber falar, mostre dois objetos e veja por qual ele se sente mais atraído.

7. Ensine emoções ao seu filho

Olhe para o seu bebê, faça diferentes feições e fale o nome do sentimento que isso representa. Por exemplo, faça um rosto de tristeza, fale a palavra “tristeza” e explique o que isso significa. Faça o mesmo com alegria, medo, curiosidade, sono e outros sentimentos para que ele consiga se conectar desde cedo com os próprios sentimentos de forma saudável.

8. Explore outros idiomas

Se os pais ou algum cuidador souber falar outro idioma, converse com o bebê em outra língua, mesmo que ela ainda não seja capaz de entender. Ter contato com outros sons e pronúncias, desde cedo, tem o poder de incentivar o pensamento paralelo na criança. E quanto mais cedo ela aprender um idioma, mais fácil e natural será o processo.

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você