Gravidez planejada: por que é importante se preparar antes?
[ editar artigo]

Gravidez planejada: por que é importante se preparar antes?

Eis que afinal o casal — que conversou muito, ponderou, fez a conta e se jogou — decidiu que é hora de ter um filho. Ou outro filho.

Não há, na vida, decisão mais preciosa do que essa. Se tudo correr assim, teremos o que a medicina chama de gravidez planejada. Ou seja, o casal escolhe o momento de encomendar o herdeiro, com segurança e tranquilidade.

Antes de dar o start nas tentativas para engravidar, é preciso fazer jus à expressão planejada e se organizar mesmo, planejar o antes e o durante muito bem.

Essa escolha é tão recomendada — facilita a vida da mulher, do homem, dá para tranquilizar o chefe no trabalho, dá para programar a licença, as férias e muito mais — que existem até profissionais especializados nesse planejamento. São os baby planners, que orientam os pais no antes, no durante e no depois da chegada do bebê.

Mas, não se assuste, essa profissão nem existia quando as famílias começaram a planejar elas mesmas suas gestações. E tudo deu certo. A baby planner é uma ajuda bem-vinda, mas dá para tocar esse barco a dois também.

Por que a gravidez planejada é uma boa ideia?

Porque engravidar, ser gestante e parir são processos que merecem um bom preparo. Um não, dois. Físico e emocional. É exatamente como mudar de casa, ou organizar uma grande viagem. Fazer na louca também dá certo, mas planejando dá muito mais.

A mulher foge dos micos e dos problemas evitáveis. A saúde agradece e o casamento ainda sai fortalecido. Precisa de mais alguma razão? Ah sim! O bebê nasce melhor e com mais saúde.

Decisão tomada, é hora de fazer o planejamento funcionar. Na lista de tarefas, a de número zero é procurar um ginecologista/obstetra.

Caso a mulher já consulte um, é importante saber se ele também faz partos. Se sim, ótimo, vá para o passo dois. Se não faz, é preciso encontrar um novo médico e iniciar os procedimentos do começo mesmo.

O obstetra vai examinar a mulher e pedir uma série de exames de rotina. Inclusive para o pai. Esses exames existem para atestar a situação física anterior à gravidez e afastar qualquer condição que dificulte ou prejudique a gestação.

Situações como infertilidade — do homem ou da mulher — podem ser detectadas e tratadas nessa fase. Com esses obstáculos contornados, o casal pode tocar a gravidez planejada com muito mais segurança e tranquilidade.

Saúde em dia

O ideal mesmo é o casal estar com a saúde zerada e em dia quando a gravidez vier. Para isso, antes mesmo de marcar a primeira consulta com o ginecologista vale a pena adotar um estilo de vida mais saudável, que facilita a concepção, garante uma gestação saudável e influencia positivamente a saúde do neném.

Estamos falando daquelas máximas que todo mundo conhece bem: alimentação saudável e equilibrada, sem exageros para mais ou para menos; atividade física regular; e redução do estresse.

Tudo isso deixa o corpo limpo e forte, o que ajuda muito nas taxas de fertilidade do pai e da mãe. Em outras palavras, é mais rápido engravidar nessas condições, mais tranquilo manter a gestação e parir na hora certa.

Cuidados com o corpo

Ainda afinado com o estilo de vida, a gravidez planejada permite que a mulher encontre um peso adequado antes da concepção — até porque, depois de engravidar não é tempo de dietas.

A obesidade atrasa a gravidez, torna os nove meses mais custosos, pode antecipar o nascimento e é fator de risco para o parto. Portanto, planejar é cuidar do corpo antes para receber bem o presente que o casal vai encomendar.

O obstetra também deve receitar suplementos nutricionais, vitaminas e outras substâncias, que ajudam a fortalecer o corpo e criar um ambiente favorável para o desenvolvimento do bebê.

Quanto antes a mulher começar a tomar essas vitaminas, mais preparado estará seu organismo. Gravidez planejada é assim. Entre os suplementos mais comumente receitados estão o ácido fólico, que previne a má formação na coluna do bebê; e as vitaminas C e E, que são anti-oxidantes, melhoram a qualidade dos espermatozoides e, assim, previnem alterações cromossômicas.

O DHEA e a coenzima Q10 são indicados para mulheres mais velhas e os outros suplementos ficam a critério do médico. Aliás, nem precisa dizer que não é a mulher quem decide o que e quanto tomar. É o obstetra e nem vale a pena discutir isso.

Hora de abandonar o cigarro

Se a futura mãe, ou o futuro pai, ou ambos, fumam, acabaram de encontrar a desculpa ideal para parar. O cigarro prejudica integralmente o corpo do homem e da mulher, faz mal aos óvulos, espermatozoides e dificulta a concepção. Parem ainda antes de iniciar as tentativas. Um mês sem fumar já muda muita coisa no corpo. Se a gravidez for planejada, dá para parar até 6 meses antes ou até um ano.

Na contramão, se ainda não praticam esportes, coloquem no planejamento iniciar. Uma atividade leve e constante, como caminhada, yoga e pilates, pode ser iniciada meses antes da gestação e continuar até o pós-parto.

A gravidez planejada assegura essa continuidade na atividade física, o que é ótimo para a gestação e para o parto. Se a mulher não faz esporte antes de engravidar, tem de esperar até a virada da 12ª semana para começar a se mexer, por segurança mesmo.

Se o casal bebe com frequência, o planejamento para a genstação manda ir parando aos poucos e suspender de vez, no caso da mulher, quando a gravidez acontecer.

Álcool engorda, derruba a taxa de fertilidade em homens e mulheres e prejudica o desenvolvimento do bebê. Não há quantidades saudáveis de consumo alcoólico durante a gestação. Por isso, a orientação é ir diminuindo, parar e só voltar depois de suspensa a amamentação. É bom para todo mundo.

Gravidez planejada requer organização e força de vontade, mas os efeitos são tão positivos que até sacrifícios como reduzir o café e acordar cedo para malhar, compensam 100% ou mais.

Pedir ajuda e contar com o apoio dos amigos e parentes são bons estímulos, por isso vale a pena contar para todo mundo que você está na fase de preparação e explicar como funciona isso.

Um jeito fácil é compartilhar esse conteúdo nas suas redes sociais. Com todo mundo por dentro, o planejamento fica dentro do esperado e o bebê chegará mais rápido e mais saudável!

TAGS
Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Continue lendo
Indicados para você