[ editar artigo]

Qual a melhor forma de fazer o desfralde do seu filho?

Qual a melhor forma de fazer o desfralde do seu filho?

Um dos momentos mais marcantes no desenvolvimento do bebê é, certamente, o desfralde. É tão importante que representa o rito de passagem de um bebê para uma criança pequena. Controlar os esfíncteres, a vontade de fazer xixi e cocô e usar o vaso sanitário são provas cabais de que seu filhote cresceu.

Nessa hora é natural que do lado dos pais, as dúvidas, incertezas e a falta de experiência venham à tona. Nossa equipe sistematizou várias dúvidas e juntou com as dicas de pais e mães que já passaram por isso e de pediatras.

O resultado é um guia com um passo a passo simples e eficaz para vocês passarem por essa fase rica e especial de forma mais leve e bem sucedida.

Quando começar?

Essa é a primeira dúvida dos pais quando o assunto é desfralde. A resposta não é definitiva e, na verdade, os pais são as melhores pessoas para responder, porque conhecem bem o filho e podem identificar os sinais.

Os especialistas ensinam que a idade mais apropriada é por volta de 2 anos de idade. Antes disso a criança não tem maturidade para compreender o processo todo e é importante que ela participe e aproveite bem cada etapa.

Além disso, começar antes da hora pode ser muito mais estressante do que o necessário e ainda causar traumas e dificuldades duradouras para a criança. A lição então é: calma. Vai chegar a hora.

Aqui entra o olhar atento do pai e da mãe para iniciar o desfralde. Um dos primeiros sinais de que pode estar na hora é a criança se incomodar com a fralda e tentar arrancá-la. Se for o caso do seu filho, estimule ele a tirar mesmo, comente como é legal não usar mais fralda, como os meninos e meninas mais velhos.

Outro sinal é a comunicação da criança. Quando ela avisa (falando, apontando, se incomodando, etc) que fez xixi ou cocô, elogie e troque a fralda. Aproveite para deixá-la um pouco sem fraldas e elogie o aviso que ela deu.

Como fazer?

A indicação das mães e pais que já passaram pelo desfralde é dar preferência para começar no verão, porque é mais quente e a criança pode ficar com menos roupa sem problemas. Os psicólogos e pediatras concordam e recomendam um processo de quatro semanas, gradual e sem pressa.

Isso significa ficar sem fralda e treinar o uso do penico em casa e na escola, mas em outros compromissos continuar com fralda. É um pouco mais demorado, mas não impacta tanto a rotina da família. Tudo o que não queremos nessa fase é estresse.

Só vale a pena tirar a fralda de uma vez se a família estiver num período bem tranquilo, sem compromissos fora de casa, como férias. E, para os dois casos, começar sempre pelo desfralde diurno.

Passo a passo

Se você identificou sinais de que é hora do desfralde, mãos a obra. Converse com seu filho, explique bem o que vai acontecer, lembre a ele como cresceu, que é um mocinho (ou mocinha) grande, não precisa mais de fraldas e que agora pode usar calcinhas ou cuecas. No dia seguinte de manhã começa a grande aventura.

1ª semana

Quando ele acordar, tire a fralda, lembre que o desfralde começou e vá com ele até o banheiro. Apresente o troninho e explique que se tiver vontade é ali que deve fazer o xixi ou o cocô.

Leve o bebê ao banheiro a cada hora, ou duas horas, e pergunte se ele quer tentar. Não force, ele pode ficar travado mesmo no começo.

No caso do cocô, vale a pena respeitar os horários habituais. Fique com ele, sem pressão, e se ele fizer, comemore muito. Limpe e vista a calcinha ou a cueca. Lave as mãos e vida normal.

2ª semana

Continue levando seu filho ao banheiro a cada duas horas para o xixi. Mas não precisa mais ficar lá. Peça que o bebê te chame quando terminar. Quando chamar, atenda, tendo feito ou não. Limpe e vista a calcinha ou cueca comemorando muito se ele acertar.

Atenção: escapadas são absolutamente normais e esperadas. Não estresse e não brigue com seu filho. Explique que acontece e que da próxima vez ele vai conseguir. Passar confiança é fundamental.

3ª semana

Se as coisas estiverem andando bem no desfralde, agora já dá para deixar a criança avisar quando quer fazer xixi ou cocô. Não pergunte toda hora. Vá passando a percepção da vontade e o controle do processo para a criança. Quanto mais ela tomar conta disso, mais rápido e menos complicado será.

Nesse começo, o pai ou a mãe devem limpar a criança, mas sempre ensinando como fazer e respeitando as peculiaridades dos meninos e das meninas.

4ª semana

Chegou a hora de conter a ansiedade. Não pergunte mais e nem ofereça para levar ao banheiro. Certamente vão escapar mais xixis e cocôs, mas é o momento que a criança toma as rédeas do processo e passa a se orgulhar de si mesma. Não é pouca coisa. Desfralde serve para isso mesmo, para ela aprender que tem o comando do seu corpo e da sua vida.

Está dando certo? Aqui no passo a passo, o desfralde parece fácil, não é mesmo? No entanto ele pode demorar um pouco mais, pois a criança pode empacar ou ficar assustada.

Os pais são fundamentais no processo: são eles que transmitem tranquilidade e confiança. Não precisa se frustrar se a criança deixar escapar, se segurar o xixi por horas, se não quiser fazer cocô no penico.

Vá levando um dia de cada vez, sem achar que tudo vai dar errado. Num momento, sem aviso, a coisa engrena e seu filho vai acertar. Comemore muito, participe e incentive a continuar.

E à noite? Só inicie o desfralde da noite quando o do dia estiver tinindo, quando não escapar mais e quando seu filho já estiver dominando a nova rotina. Quando a fralda acordar seca por dois ou três dias, pode ser o início do processo. Leve a criança ao banheiro antes de deitar, acorde-a para fazer xixi quando você for deitar, e mais uma vez logo cedo.

Se escapar, não surte. Troque os lençóis e bote a criança para dormir novamente. Ela aprende rápido. Logo não escapa mais e ela ficará muito orgulhosa da sua conquista.

Pais e mães que frequentam nossa comunidade contam que esse sentimento de orgulho e de domínio da situação ajuda muito. Quando a criança percebe que fez uma coisa bem legal, fica segura e motivada para continuar.

Você também pode compartilhar com outras famílias as suas dicas para a fase do desfralde, basta se cadastrar no Alô Bebê Club

TAGS
Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você