[ editar artigo]

Qual a melhor posição para grávida dormir?

Qual a melhor posição para grávida dormir?

Conforme a gestação avança, fica cada vez mais difícil executar atividades que no início da gravidez eram simples, como dormir. O aumento de peso, as idas recorrentes ao banheiro, as dores nas costas e o inchaço causam muito desconforto na hora do descanso. Felizmente, existem maneiras de amenizar tais sintomas e garantir uma noite agradável com seu bebê!

A principal delas é encontrar a melhor posição para deitar. É claro que não existe uma regra, que se aplique a todas as gestantes, mas as dicas a seguir certamente irão te ajudar a encontrar a sua. Nada que um pouco de paciência e algumas tentativas não resolvam.

Antes de testar a posição mais indicada pelos médicos é importante entender por que o corpo pede este cuidado especial. Todas as gestantes tem seus órgãos principais da cavidade abdominal realocados durante a gravidez. Estas mudanças são sutis, mas a partir do 6º mês, os reflexos desta realocação podem ser sentidos com mais intensidade.

Quer um exemplo? Durante este processo um dos órgãos que mais sofre é o pulmão! O bebê cresce e ocupa espaço, consequentemente o útero empurra órgãos como intestino, estômago e coração, e que por sua vez, comprimem o pulmão. O resultado disso é a famosa falta de ar! Justamente por conta disso, muitas grávidas preferem ficar sentadas – pois alivia a compressão.

Viu como a escolha de posições é importante para o bem-estar durante a gravidez? Falando nisso, vamos voltar a hora de dormir!

Qual a melhor posição para deitar?

Segundo os especialistas, o melhor é virar para o lado, sobre parte esquerda do corpo (o lado do coração). Isto favorece a circulação sanguínea da mãe e do bebê! Inclusive, uma pesquisa recente, feita na Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, reiterou essa orientação. Os cientistas analisaram 310 grávidas e outras 155 que tiveram bebês natimortos quando estavam por volta da 28ª semana de gravidez, entre 2006 e 2009.

Todas as mamães responderam a perguntas sobre seus os hábitos noturnos. A conclusão: gestantes que dormem sobre o lado direito do corpo ou com a barriga para cima no fim da gravidez têm duas vezes mais chances de morte prematura do bebê do que as mães que dormem apoiadas sobre o lado esquerdo. A explicação para o resultado é que quando a mãe dorme de uma destas maneiras, o feto poderia comprimir sua veia cava inferior, que leva o sangue para o coração. Isso diminuiria a quantidade de sangue oxigenado que volta do coração para os órgãos da mãe e, em consequência, para o bebê.

ATENÇÃO:

Outros estudos ainda estão sendo feitos sobre o assunto, então não há motivo para pânico caso você desperte no meio da noite em uma dessas posições menos confortáveis. O bebê está extremamente protegido dentro do útero e não correrá risco de vida!

Além da compressão da veia cava, saiba por que algumas posições não são indicadas para o descanso de gestantes:

Bruços:

Após o quinto mês da gestação, dormir virado para cima torna-se desconfortável, devido ao tamanho da barriga e ao fato de os seios estarem mais sensíveis. Mas lembre-se: esqueça o medo de “amassar” a criança, ela está bem protegido em uma bolsa de líquido amniótico que evita qualquer impacto.

Barriga para cima:

Além de dificultar a oxigenação do bebê, quando comprimida nesta posição, a veia cava provoca maior sensação de mal, como falta de ar e tontura.

Importante: a grande maioria dos exames gestacionais exige que a mulher fique deitada desta forma por algum tempo. Se se sentir mal, fale ao médico, ele com certeza, vai ajudar a mudar a posição para melhorar aliviar os sensações ruins.

E se o bebê não gostar?

Infelizmente, existe essa possibilidade, sim! Seu filho tem vontade própria ainda dentro da barriga e pode ficar desconfortável. Mesmo que você deite do lado correto, a posição pode vir acompanhada de chutes.

O indicado nestes casos é procurar um meio-termo. Mova-se devagar até encontrar uma posição que aquiete ambos. É uma tarefa um tanto difícil, porque os movimentos bruscos do bebê podem afetar muito as costelas e bexiga! Seja persistente!

Dicas:

Durante toda a gestação, tome alguns cuidados básicos, como não comer antes de se deitar, fazer exercícios físicos leves durante o dia e descansar cerca de trinta minutos depois do almoço. Lembre-se de ser seletiva com sua vida social, principalmente de noite. Dormir cedo, e de preferência, de 8 a 10 horas por noite, é fundamental para manter a saúde e ter disposição no dia seguinte!

Na hora de deitar, observe se o quarto está bem arejado, se as roupas de camas estão limpas e macias, e se o pijama escolhido é confortável! Deixe o quarto o mais escuro e silencioso possível, focando apenas em bons pensamentos. Sabemos que a medida que se aproxima a data do nascimento, a ansiedade e o medo do que está por vir podem tirar seu sono.

Uma boa maneira de lidar com essas emoções é ficar bem informada sobre o assunto para ter mais segurança! Leia bastante em sites especializados, converse com seu médico e com amigas que já passaram por isso. Músicas relaxantes e exercícios de respiração também são bem-vindos nesta etapa!

Sabemos que os últimos meses são marcados pelas constantes azias, falta de ar e congestão nasal. Para aliviar esses sintomas e ter uma noite de sono com mais conforto, a sugestão é: tente dormir ligeiramente sentada, usando muitos travesseiros para elevar a cabeça.

Caso consiga deitar de lado, coloque um travesseiro no meio das pernas, para deixar a coluna mais reta! Os travesseiros entre os joelhos corrigem a postura e assim, reduzem a pressão do nervo ciático, aliviando as dores nas pernas e costas. Teste diversos tamanhos e formatos e veja o que melhor se encaixa no seu corpo.

Gostou das nossas dicas? Então leve este conteúdo a mais mamães! Com um simples click você compartilha este conteúdo e ajuda mais gestantes a dormirem confortáveis e seguras!

TAGS

gravidez

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você