[ editar artigo]

Tudo sobre as contrações Braxton-Hicks

Tudo sobre as contrações Braxton-Hicks

Não é só o coração da mamãe que se prepara para a chegada do bebê. Todo o seu corpo trabalha junto para esse momento seja perfeito, principalmente o seu útero. Um dos principais exercícios feitos por ele durante os nove meses são as famosas contrações de Braxton-Hicks.

Os especialistas acreditam que elas sejam uma espécie de treino do órgão para o trabalho de parto. Inclusive, muitos acham que elas colaboram para o processo de "apagamento" do colo do útero (que vai ficando mais fino) e para a dilatação!

Essas contrações foram descritas pela primeira vez em 1872, pelo médico John Braxton-Hicks – e por isso o seu nome, e é muito importante ressaltar que não são contrações expulsivas e, portanto, não acarretam em risco de parto prematuro. Nenhuma gestante entra em trabalho de parto devido as contrações de Braxton Hicks.

Quando as contrações de Braxton-Hicks começam?

Depende muito da sensibilidade da mamãe! Na teoria, as contrações de treinamento estão presentes desde o primeiro trimestre de gravidez, porém, a grávida pode percebê-las somente no final do segundo trimestre. À medida que a gravidez avança, é esperado que as contrações de Braxton Hicks se tornem cada vez mais comuns, estando presentes até as suas últimas semanas da gestação.

Como diferenciar as contrações Braxton-Hicks das contrações do trabalho de parto?

  • São habitualmente indolores

  • As contrações Braxton-Hicks acontecem só algumas vezes por dia, enquanto as contrações do trabalho de parto são bem mais frequentes, e a tendência é sempre aumentar!

  • Normalmente param quando você muda de atividade. Se você passou muito tempo sentada, levante-se e caminhe. Se ficou muito tempo de pé, sente-se ou deite-se. Isso irá cessar os sintomas. No trabalho de parto real, nada irá impedir as contrações de continuarem – afinal tem um bebê chegando!

  • São irregulares, não pegam ritmo. Fique de olho no relógio, acompanhe para ter certeza que não há um padrão, isso te deixará mais tranquila!

  • Não são muito compridas: normalmente duram de 30 a 60 segundos no máximo!

  • Não aumentam a intensidade. As contrações de treinamento não causam desconforto e dor crescente a cada novo evento.

  • Atingem só uma parte da barriga. As contrações de Braxton-Hicks fixam em uma faixa do abdômen, enquanto as contrações do trabalho de parto se assemelham a cólicas menstruais (muito mais fortes, no caso).

  • Podem ser deflagradas pelos movimentos ou pela posição do bebê.

DICA

As contrações de Braxton-Hicks são um exercício saudável que o útero faz para se preparar para o nascimento do bebê. Elas ocorrem naturalmente, mas em alguns casos são desencadeadas por determinadas atividades. Fique atenta ao que “ativa” as contrações de treinamento em você, para não se preocupar à toa. Elas podem ser estimuladas após um exercício ou uma atividade cansativa, como uma relação sexual ou orgasmo, por exemplo. Certas mulheres podem ter contrações de treinamento quando ficam exaustas ou desidratadas.

IMPORTANTE

Se você não souber direito como detectar os verdadeiros sinais, um médico ou uma enfermeira podem ajudá-la a identificar tais indícios pelo telefone ou pessoalmente. Alarmes falsos são comuns, principalmente na primeira gestação. Não se preocupe com o constrangimento de ir antecipadamente ao hospital – isso faz parte da experiência.

Você sentiu essas contrações durante a sua gestação? Está vivenciando tudo isso agora na espera do seu pequeno? Conte pra gente! Participe da nossa Comunidade! Aproveite e compartilhe esse conteúdo para que mais mamães fiquem antenadas sobre a Braxton-Hicks! Toda boa informação é bem-vinda durante a gravidez!

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você