[ editar artigo]

10 dicas para evitar problemas na hora de escolher o nome do filho

10 dicas para evitar problemas na hora de escolher o nome do filho

A escolha do nome do filho é uma das etapas mais importantes durante a gravidez. Afinal de contas, o nome do bebê é algo que irá acompanhá-lo pela vida toda e é normal que os pais dediquem um tempo considerável para tomar uma decisão que não os desagrade – ou, ainda mais importante, desagrade a criança no futuro.

LEIA MAISAulas de música: qual a idade ideal para matricular meu filho?

São tantas possibilidades, sugestões de familiares e inspirações de filmes e livros que pode ser muito difícil chegar à uma conclusão. Por isso, separamos uma lista com algumas dicas para que a escolha seja feita sem arrependimentos:

1. Procure o significado do nome

Se você acredita que os nomes trazem algum tipo de influência e simbologia por conta do significado, leve isso em consideração antes de optar. Além disso, existem nomes que podem soar maravilhosos aos ouvidos, mas que possuem um significado que você não gostaria de ver atrelado ao seu filho. Você sabia, por exemplo, que Arani é uma palavra tupi que quer dizer tempo ruim? Mesmo que a palavra seja sonora, ela não carrega uma mensagem positiva.

2. Cuidado com as iniciais

Ao longo da vida, nós usamos as iniciais em diversas ocasiões, como assinaturas, monogramas, documentos, enfim... Além disso, no período escolar um nome simples como Carla Carvalho pode gerar o nada agradável apelido C. C. entre as crianças.

3. Atenção aos possíveis apelidos

Além das iniciais, vários outros motivos podem gerar apelidos entre as crianças. É claro que elas podem arrumar apelido até nos nomes mais comuns, como “Mariana Casca de Banana”, mas outros apelidos podem realmente gerar desconforto e constrangimento para o seu filho. Por isso, pense em todas as variações de abreviações do nome para avaliar se não existe um risco de você batizar o seu filho com um nome que lhe traga problemas no futuro.

4. Evite nomes exóticos demais

Muitos pais, na busca de criar um nome único e especial para o filho, optam por nomes que são exóticos demais e podem transformar a pessoa no centro das atenções. Os nomes exóticos podem ser lindos, mas existe uma linha tênue que separa o charmoso do estranho.

Às vezes, vale a pena pensar bem sobre e pedir a opinião de familiares e amigos antes de tomar a decisão.

5. Cuidado com estrangeirismos

Outro erro muito comum também é apostar na originalidade escolhendo nomes estrangeiros. Porém, dependendo do nome, ele pode ter uma pronúncia difícil ou ser complicado demais de soletrar. Isso pode gerar um estresse para os pais e para o filho no futuro,. Afinal de contas, é mais simples que todos consigam ler o nome corretamente sem ter que ser corrigido o tempo todo.

6. Modismos

Novelas, filmes, séries de TV e famosos no geral podem criar tendências de nomes e aí vem toda uma geração de pessoas com o mesmo nome. Isso não é necessariamente um problema, mas pode ser que na escola ou no trabalho a pessoa acabe utilizando mais o sobrenome do que o nome para se diferenciar dos demais. Para evitar que isso aconteça, confira listas com os nomes mais comuns dados aos bebês que nasceram nos últimos anos.

7. Tem algum famoso de mesmo nome?

Não tem problema se o nome da sua filha for Gisele e todo mundo lembrar da modelo, por exemplo. Mas e se o nome do seu filho for o mesmo que o de um famoso serial killer? Ou se o nome da sua filha for o mesmo de alguma política envolvida em corrupção? Na dúvida, procure na internet o nome que você pretende escolher para ver as pessoas famosas que possuem esse nome.

LEIA MAIS  - Veja como evitar que seu filho adoeça na volta às aulas

8. Lembre-se dos nomes dos irmãos

Irmãos geralmente andam juntos, especialmente durante a infância e a adolescência, e os pais geralmente pronunciam o nome dos filhos juntos, como por exemplo “Duda e Cris, venham aqui!”. Por isso, pense nos nomes e apelidos e pronuncie os dois em voz alta para se certificar de que a combinação não vai soar estranha ou engraçada.

9. Nome e sobrenome

Além das iniciais, é preciso observar como o nome e o sobrenome soam quando pronunciados juntos. Pode ser que a última sílaba do nome e a primeira sílaba do sobrenome juntas formem uma palavra, por exemplo, então preste atenção para fazer uma combinação que não cause constrangimento para a criança.

LEIA MAIS  - Pais superprotetores: as consequências para o desenvolvimento da criança

10. Cuidado ao fazer homenagens

Muitas famílias querem usar a oportunidade de dar nome ao filho para prestar uma homenagem à família, sendo muito comum a utilização de Filho, Neto ou Júnior. Entretanto, o nome também é uma característica da individualidade da pessoa, então pense muito bem antes de seguir a tradição ou manter a identidade própria do seu bebê.

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você