[ editar artigo]

5 dicas para as mães que trabalham fora matarem a saudade dos filhos

5 dicas para as mães que trabalham fora matarem a saudade dos filhos

A realidade de muitas mães hoje em dia é a de trabalhar fora, o que significa ter de deixar os filhos com uma babá, na creche ou na escolinha. Ser mãe e exercer uma profissão, seja ela qual for, também significa encarar uma rotina pra lá de estressante e jornadas duplas, pois as mães trabalhadoras devem conciliar suas atividades profissionais com os afazeres domésticos, com os cuidados com as crianças e com o marido, assim como com ela mesma.

Complicado

Não, não é nada fácil se desdobrar em tantas – mulher, mãe, profissional, companheira, amiga, educadora, dona de casa, terapeuta, motorista – e a escolha de voltar a trabalhar, em vez de ficar com os filhos, é bastante desafiadora. Afinal, além de muitas vezes não serem apoiadas pelos próprios maridos e familiares, que questionam a sua decisão de “abandonar” as crianças, o mercado de trabalho também julgas as mães trabalhadoras, ao assumir que elas se esforçam menos ou têm mais regalias que os demais. E tem ainda a questão da culpa...

LEIA MAISPor que o cheiro do bebê é tão irresistível?

Que mãe – incluindo aquela superdecidida e bem-resolvida e a que recebeu total apoio para voltar ao trabalho – nunca sentiu uma pontinha de culpa por ter que deixar seus pequenos e não poder estar presentes o tempo todo, acompanhando o seu desenvolvimento e todas as etapas de suas vidas de pertinho?

Dicas úteis

Infelizmente, para as mulheres que optam por – ou precisam! – trabalhar fora, não tem outro jeito além de aceitar as circunstâncias e se acostumar com a saudade dos pequenos. A boa notícia é que estudos revelaram que filhos cujas mães trabalham fora e têm carreiras profissionais crescem e se tornam adultos tão felizes quanto as crianças que têm mães que ficam em casa e se dedicam exclusivamente à criação dos filhos, então, não sinta culpa.

Ademais, poder sair de casa e exercer uma profissão pode ajudar a mãe a tirar um pouco a mente da maternidade e se sentir mais produtiva, além de a atividade profissional permitir que a mulher conviva com outras pessoas e converse sobre assuntos que não sejam a rotina, educação e criação dos filhos. De qualquer forma, existem algumas coisas que as mães trabalhadoras podem fazer para minimizar a ausência e estreitar os laços com os pequenos. Veja algumas delas a seguir:

1. A tecnologia está aí para facilitar as nossas vidas, certo? Então, tire proveito das vantagens que ela oferece! Instale no celular um aplicativo que permita as conversar por videoconferência ou conecte uma câmera no computador do escritório e separe alguns minutos do dia para conversar com o seu filho.

2. É difícil manter uma conversa por vídeo? Não faz mal! Estudos apontaram que o cérebro das crianças reage de forma semelhante ao ouvir a voz da mãe pessoalmente ou através do telefone, então, crie o hábito de ligar para o seu filho regularmente.

3. Também é complicado telefonar com frequência? Sim, existem algumas profissões cujas rotinas de trabalho são malucas mesmo... Nesse caso, vale gravar um vídeo ou até mensagem de voz para o pequeno, nem que seja apenas para dar um “oi” e dizer que sente saudades.

4. Quando se tratar de uma criança maiorzinha, que já aprendeu a ler, outro toque bacana é colocar bilhetinhos na lancheira ou estojo para que o seu filho encontre durante o dia e se lembre de você.

5. E sempre que possível, esteja presente em eventos e reuniões escolares ou em apresentações e competições de atividades extracurriculares para mostrar o seu apoio e amor incondicional!

LEIA MAIS Como fazer o seu bebê sorrir?

Você tem alguma dica ou experiência para compartilhar? Não deixe de contar para a gente nos comentários.

TAGS

mãe

bebê

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você