{{ warning.message }} Ver detalhes
Post
Link
Pergunta
É seguro para a gestante dirigir durante a gravidez?
[editar artigo]

É seguro para a gestante dirigir durante a gravidez?

Junto com o resultado positivo da gravidez (uhuuuul!!!), várias dúvidas inéditas costumam pipocar na cabeça da mãe. Tarefas e atividades simples que ela sempre realizou passam a ser motivo de encanação, até que o obstetra diga o que pode e o que não pode.

Uma dessas dúvidas é: posso dirigir durante a gravidez? Até quando é seguro? O cinto de segurança pode fazer mal para o bebê? Existe alguma lei no Código de trânsito sobre isso?

A resposta é:

Calma! Vamos por partes. Primeiro, o Detran e o Código Nacional de Trânsito não dizem nada sobre isso, apenas que o cinto de segurança deve ser usado por qualquer pessoa, no banco da frente ou de trás, dirigindo ou no carona. Portanto, se não há nada escrito, não é proibido nem pouco recomendável.

A segunda informação importante é:

O cinto de segurança não machuca e não apresenta risco para o bebê. Ele fica muito superficial e, mesmo que esteja firme e faça uma pressão numa freada mais brusca, ainda assim estará bem longe da casinha do bebê. A recomendação é usar sempre e colocar a faixa inferior abaixo da barriga.

Os obstetras não fecham a questão sobre dirigir durante a gravidez, não há consenso. Mas, em geral, se recomenda que a mulher dirija até os sete ou oito meses. Depois disso, a barriga pronunciada pode causar desconforto para dirigir e dificuldade para entrar e sair do carro.

Pernas inchadas, natural nessa fase, também podem deixar a direção mais lenta e pouco recomendável. Assim como o excesso de tempo sentada que, na reta final, pode dar dor nas costas, facilitar hemorroidas ou refluxo.

Por fim, quanto mais perto do parto, maiores as chances de ter contrações, ruptura de bolsa e outas emoções típicas da reta final. Por isso, o ideal é estar desobrigada da direção quando a gestação for chegando perto do fim.

O trânsito das grandes cidades do país não é exatamente convidativo, por isso, se dirigir vai causar estresse, melhor escapar dessa tarefa nesse momento. Mais ainda se já está perto do parto.

De qualquer jeito, se para a mulher é um problema ficar sem dirigir, existem alguns cuidados simples a serem tomados. O primeiro é a posição. A barriga não deve encostar no volante, por segurança e para evitar qualquer trauma. Talvez seja necessário afastar um pouco o banco, no limite para não prejudicar a ação nos pedais.

Cinto de segurança sempre

A parte de baixo deve ficar o mais baixo possível, perto do encontro das coxas com a barriga. A parte de cima passa entre as mamas e ao lado da barriga.

Nada de enfrentar os congestionamentos. Se o trajeto for longo, ou estiver tudo parado, pare o carro de tempos em tempos, estique as pernas, faça xixi e beba água.

Nunca — nunca mesmo — pense em dirigir se estiver tonta, enjoada, sonolenta, com dor ou com sangramento. O ideal é deixar o carro e chamar um táxi ou um carro de aplicativo e seguir seu caminho. Dirigir durante a gravidez não é problema, mas precisa de atenção especial por parte da grávida e dos adultos que a acompanham.

Aliás, contar para as gestantes que você conhece quais são os cuidados para dirigir durante a gravidez é um bom favor. É fácil, basta compartilhar nas suas redes sociais!

Alô Bebê

Alô Bebê

Redação - Alô Bebê

Fique informado sobre as novidades da comunidade
Cadastre-se aqui
Gostou desse artigo? Escreva o seu também!
Nova publicação

Continue lendo!

Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso
aos conteúdos exclusivos.

Entrar