Lista de chá de bebê perfeita: o que pedir e como organizar o evento?
[editar artigo]

Lista de chá de bebê perfeita: o que pedir e como organizar o evento?

Dentre os rituais mais esperados da gestação, um dos mais divertidos é o chá de bebê. É uma festa que reúne os amigos e a família para celebrar a espera e a felicidade de estar gerando em seu ventre um pequenino milagre.

Às vezes, é o momento de rever gente que a vida leva por caminhos diferentes, mas que a mãe e o pai continuam amando. É o momento de reunir as duas futuras avós e, quem sabe, as quatro bisavós.

É uma baladinha emocionante e necessária, porque, afinal, vários dos produtos que a criança vai precisar ao nascer vêm naqueles pacotinhos.

Para que o chá de bebê do seu filho seja exatamente o que você sempre imaginou, sem micos e constrangimentos e com tudo o que seu neném precisa — nem a mais, nem a menos — a gente fez um trabalho de pesquisa, com sugestões para que tudo seja simplesmente perfeito e inesquecível. Vamos lá?

Chá de fraldas

Vamos começar pela festa do chá de bebê, para ser na medida das necessidades da criança. Se o bebê tem tios babões e avós corujas, talvez já tenha ganhado muitos presentes mesmo antes do chá de bebê.

Se este é o seu caso — e isso é muito mais comum do que você imagina, acredite! — talvez uma boa opção seja trocar a lista do chá de bebê tradicional por um chá de fraldas.

O princípio é o mesmo, os amigos e parentes se reúnem e colaboram com o enxoval mais básico da criança. Mas, no caso do chá de fraldas, o presente é igual para todos os convidados e se resume a pacotes de fraldas.

Se você optar por essa ideia, divida o número de convidados por quatro e determine a numeração da fralda por grupos. O primeiro dá fraldas para recém-nascidos, o segundo grupo, dá fraldas tamanho P, e assim por diante.

Também nesse caso, é legal não determinar as marcas das fraldas, porque o bebê pode se adaptar melhor a uma ou a outra e ter opções é uma mão na roda.

Nessa versão, a lista de chá de bebê pode conter tudo que se relaciona com fralda e troca de fralda. Ou seja, vale lencinho umedecido, creme contra assadura, etc.

Chá de bebê


Se você optar por um chá de bebê mais tradicional, a parte mais importante é organizar a festa mantendo o espírito da comemoração.

A primeira providência é pedir ajuda. Escolha duas ou três amigas, ou quem sabe alguma parente mais próxima — por que não a futura madrinha da criança? — e conte qual é o seu sonho e como você imagina a festa do chá de bebê. Todos os detalhes contam.

Decidam o que vai ter e o que não vai ter e nada de surpresas com a grávida. Serão convidadas só mulheres, ou os rapazes também virão? Vai ter brincadeira e prenda? Vai ter adivinhação dos presentes?

Essa etapa é fundamental para a grávida não passar nenhum nervoso, tampouco constrangimento. A intenção é que o encontro fique na memória como algo gostoso e inesquecível.

O passo seguinte é determinar a data, o local e fazer a lista de convidados do chá de bebê. Cuidado para não deixar ninguém de fora, mas cuidado, principalmente, para não exagerar no número de convidados. Determinem um critério e sigam ele com alegria.

Os finais de semana são sempre mais indicados, porque garantem mais tempo livre para todo mundo. Dê preferência para uma festa durante o dia. A ideia é não cansar demais a grávida e dar um tempinho para ela descansar depois da baladinha e antes de começar a organizar o que ganhou.

O lugar pode ser a casa da mãe, a casa de amigos, no salão de festas do prédio, em um bar ou um restaurante. A única preocupação é que o espaço seja confortável o suficiente para acomodar todo mundo.

Precisa ter um assento confortável para a gestante e é legal se tiver um canto para outras mães que precisam trocar a fralda do bebê ficarem confortáveis.

O que servir?


Descomplicado é a palavra de ordem. Como é uma festa durante o dia e, portanto, entre o almoço e o jantar, não é necessário nada pesado e que dependa de mesa, cadeira, prato e talheres. Prefira finger foods, ou salgadinhos, sanduíches e outros petiscos fáceis de comer com as mãos.

Na toada da gravidez consciente, escolher opções saudáveis, sem fritura e leves de digerir é uma boa medida. Para beber, prefira oferecer bebidas sem álcool, já que estamos celebrando a gestação. Chá — quente e gelado —, água, refrigerantes e sucos.

Se quiser servir bebidas alcoólicas, pense naquelas mais refrescantes e que combinem com uma festa à tarde e que tem hora para acabar. Bolo e docinhos são muito bem-vindos para encerrar as comemorações.

Momento fofice total


Como decorar o chá de bebê e deixar o espaço com a sua cara? Primeiro de tudo, escolha o tema. Pode ser fralda, ursinho, o mesmo tema do quarto e por aí vai. Deixe a imaginação solta, recrute as amigas arteiras, criativas e divirta-se.

A mesa principal acolhe o bolo e os docinhos, além dos itens de decoração. Flores — desde que não exalem muito perfume — fazem bonito e podem ser reaproveitadas em casa depois.

Em outras mesas e balcões do lugar escolhido, distribua guardanapos e copos coloridos, potes com balas e jujubas e outros itens que lembrem o tema da festa e o universo do bebê.

Logo na entrada da casa ou do salão onde vai acontecer o chá de bebê, deixe um carrinho de bebê ou berço desmontável para os convidados depositarem os presentes.

Se ainda não tiver esses dois itens, coloque uma caixa grande e forrada com papel de presente com o mesmo tema da festa. Não esqueça de deixar etiqueta e caneta à disposição para eles marcarem quem está dando. Um quadro de cortiça com fotos da barriga, do ultrassom, do quarto da criança e dos pais juntos é uma boa ideia também.

Deixar um caderno, ou papeizinhos coloridos e caneta para os convidados deixarem votos e recados para o bebê que vai chegar também é delicado e divertido. No futuro, seu filho vai adorar ler o que escreveram e desejaram para ele ainda antes de nascer.

Um ponto que gera alguma polêmica são as brincadeiras. Tem grávida que não quer e pronto. Todo mundo tem de respeitar. Nada mais desagradável que obrigar alguém a sambar na frente dos colegas de trabalho quando a pessoa não está à vontade.

Mas se a mãe e o pai estão de boa e vão levar com humor e se divertir, pode sim ser uma opção e não deixa de ser um momento de confraternização para os amigos e parentes participarem de fato da gravidez.

As brincadeiras no chá de bebê têm ainda outra razão: mostram, com descontração e bom humor, que uma transformação importante está por acontecer, que a vida vai mudar e que os pais vão ter um trabalhão pela frente. Separamos algumas ideias leves e simpáticas de possíveis brincadeiras:

Adivinhação


A grávida tem que adivinhar quem deu o presente a partir de uma dica escrita na embalagem. Algo como: “Torço para o Fluminense e gosto de macarrão à bolonhesa”. Se acertar, abre o presente. Se errar, fica para o fim da fila.

Batata-quente com fralda suja de mentirinha

Quem ficar com a fralda na mão no final da música sai da brincadeira, o vencedor tem que trocar a fralda de um boneco para ensinar à futura mãe como se faz.

Mensagens

Cada convidado escreve uma mensagem para o bebê e, no meio da festa, alguém lê a mensagem e o autor se identifica.

Bebê Gourmet

A mãe e o pai devem adivinhar os ingredientes de várias papinhas de bebê. Se errarem, pagam uma prenda.

Rotina

Sempre que os pais errarem algo nas brincadeiras, as prendas devem ser atividades da rotina do bebê. Trocar fralda, dar banho, cantar uma música de ninar, etc.

Barriga da mamãe

Os convidados fazem uma lista apostando com qual tamanho está a circunferência da barriga da mãe. No fim da festa, alguém mede com a fita crepe e quem chegar mais perto, ganha um brinde.

Preparativos para o chá de bebê


O ideal é que o chá de bebê aconteça por volta da 30ª semana, ou 7º mês de gestação. Assim, o quarto já estará mais organizado, já tem lugar para guardar tudo e os produtos não ficam expostos, ou tomando poeira.

Nessa fase, o nascimento ainda está distante o suficiente e dá tempo de organizar todos os presentes e de lavar as eventuais roupas, antes da chegada do bebê. No entanto, não está tão longe assim do grande dia, então ocupa bem os pais e reduz a ansiedade para o nascimento.

Os convites podem ser por e-mail, por telefone e até por WhatsApp. Se forem simpáticos e trouxerem todas as informações, já cumprem o seu papel.

Uma opção é que nesse convite já esteja escrito o que o convidado deve levar como presente. Para isso, pegue a lista completa dos produtos que o bebê vai precisar e divida entre os amigos e convidados.

Você pode usar a lista de chá de bebê que vamos sugerir logo ali embaixo e ir determinando quem dá o quê. Leve em conta o poder aquisitivo e a afinidade do convidado com o produto.

Tem gente que coloca o enxoval inteiro na lista de chá de bebê, tem gente que prefere colocar somente os produtos menorzinhos e mais em conta. Você conhece melhor do que ninguém as tradições da sua família e o astral dos amigos, então faça sua festa com equilíbrio e bom senso.

Outra opção, mais usada hoje em dia, é criar uma lista virtual e oferecer o link para os convidados. A pessoa entra na página, escolhe o presente e compra. A ideia, nesse caso, é deixar o convidado mais à vontade para escolher o que quer dar, de acordo com o bolso e com o gosto.

Para esta segunda opção, você também escolhe o que vai na sua lista de chá de bebê e pode usar a sugestão que fizemos. O risco nos dois casos é algum convidado não ir à festa, ou algum presente ficar sobrando na lista. Se isso acontecer, sem problemas, serão poucos itens e a própria grávida pode ir à loja e terminar as compras.

Exagero

Não vale a pena cometer nenhum exagero na montagem do enxoval, pois o bebê cresce rápido, que pode não se adaptar a algum produto e que fazer estoque pode ser desperdício.

Pela mesma razão, se for colocar roupas e sapatos, distribua os tamanhos e os modelos, para ter opção na hora de vestir o bebê.

Uma dica que funciona é: peça modelos P, M, G e compre todos os RN. Peça roupas de inverno e compre as de verão, ou o contrário, se seu bebê vai nascer no frio. Isso garante que a criança terá o necessário e também as peças eventuais.

Por tudo isso, ser comedida na lista do chá de bebê é elegante e inteligente. Também por isso, pense bem se vale a pena colocar itens maiores como carrinho, banheira e kit de berço.

Em geral, a família e os amigos mais próximos gostam de presentear o bebê que vai chegar com esses produtos. Eles se oferecem e você aceita caso sinta-se confortável. É diferente colocar um item na lista e determinar quem vai dar.

Chá de bebê tem uma pegada mais simples e delicada, como se fosse um convite — que não pesa — para as pessoas que você ama participarem um pouco desse momento mágico que você está vivendo. Essa deve ser a toada e não a aquisição de produtos caros e a economia para o bolso dos pais.

A lista de chá de bebê


Dividimos a lista por função e por conjunto de atividades do bebê, assim, você se organiza de acordo com a rotina e as necessidades. Repare que alguns produtos vêm com a quantidade indicada. Outros, vêm de forma genérica, porque cada bebê tem uma necessidade diferente. Quando for assim, tenha o suficiente para as duas primeiras semanas e vá repondo à medida do necessário.

Outro ponto importante: nada aqui é obrigatório. É a mãe quem vai sentindo e entendendo o que precisa e o que cabe na sua lista de enxoval de bebê. Nossa sugestão é baseada no que é mesmo necessário, sem exageros e sem deixar o essencial de fora.

Alimentação

  • Mamadeiras (de três tamanhos diferentes) — é provável que você nem use até os seis meses, mas vale a pena ter por precaução.

  • Escova para mamadeira (de tamanhos diferentes).

  • Bico extra de mamadeira (dois tipos diferentes).

  • Esterilizador de chupetas e mamadeiras (os modelos para micro-ondas são apropriados para a vida corrida que temos).

  • Chupeta (dois modelos diferentes e dois tamanhos diferentes).

  • Babador (6 são suficientes. Hoje existem modelos que parecem bandanas. São funcionais e charmosos).

  • Prato de papinha (de tamanhos e modelos diferentes, porque o bebê vai comer fruta, sopa, mingau, etc.).

  • Talheres (de tamanhos e formatos diferentes. Colheres com ponta de silicone são bem apropriadas).

Quarto

  • Jogo de lençol (entre 3 e 4).

  • Cobertor para berço (2).

  • Manta (2).

  • Fralda de boca (12).

Higiene

  • Sabonete líquido próprio para bebê.

  • Shampoo para bebê (prefira opções antialergênicas, neutros e sem perfume forte).

  • Cotonetes.

  • Algodão (modelos e formatos diferente para os pais escolherem o que se adapta mais).

  • Lenço umedecido (de marcas diferentes, porque o bebê pode ser sensível a alguma delas).

  • Creme para assaduras (de marcas diferentes para evitar irritação na pele).

  • Óleo de amêndoas (sem cheiro).

  • Fraldas descartáveis RN.

  • Fraldas descartáveis P (ao menos seis pacotes).

  • Fraldas descartáveis M (ao menos seis pacotes).

  • Fraldas descartáveis G (ao menos seis pacotes).

  • Fraldas de tecido (ao menos seis. Elas têm mil utilidades).

  • Toalhas-fralda (ao menos seis).

  • Tesourinha para unhas.

  • Toalhas com capuz (ao menos quatro).

  • Termômetro para banho.

  • Suporte para banheira.

  • Prendedor de chupeta.

Passeio

  • Carrinho de bebê.

  • Lençol para carrinho (ao menos quatro, para a pele do bebê não ficar em contato direto com o tecido grosso e um pouco áspero do carrinho).

  • Capa de chuva para carrinho.

  • Brinquedos para pendurar no carrinho.

  • Bebê conforto.

  • Cadeirinha de carro (às vezes a própria cadeirinha serve de bebê conforto).

  • Bolsa grande.

  • Bolsa média.

  • Porta-mamadeira.

  • Trocador portátil.

  • Álcool gel.

  • Porta leite em pó.

Para a mãe

  • Roupão (bem lindo para receber os amigos e a família na maternidade).

  • Sutiã de amamentação (pelo menos quatro, já que no início pode vazar bastante leite).

  • Protetores para seios (ao menos duas caixas, com modelos diferentes).

  • Almofada para amamentar.

  • Bomba para tirar leite.

  • Pomada de lanolina para bicos rachados.

Vestuário do bebê

  • Bodys manga longa P (ao menos seis).

  • Bodys manga longa M (ao menos seis).

  • Bodys manga longa G (ao menos seis).

  • Bodys manda curta P (ao menos seis).

  • Bodys manda curta M (ao menos seis).

  • Bodys manda curta G (ao menos seis).

  • Meias P/M/G (ao menos quatro de cada).

  • Culotes com pé P (ao menos seis).

  • Culotes com pé M (ao menos seis).

  • Culotes com pé G (ao menos seis).

  • Culotes sem pé P (ao menos seis).

  • Culotes sem pé M (ao menos seis).

  • Culotes sem pé G (ao menos seis).

  • Toucas (uma de lã e outra de algodão).

  • Luvas (seis pares de lã e algodão).

Diversos

  • Mordedor.

  • Chocalho.

  • Móbile para berço.

  • Babá eletrônica.

  • Aspirador nasal.

  • Umidificador.

  • Aquecedor.

  • Brinquedos.

  • Enfeites para o quarto.

Desnecessários

Uma atitude sustentável e muito simpática é não pedir o que você já tem em casa. Se você tem um filho um pouco mais velho que o bebê que vai nascer, certamente tem vários desses itens aí no armário.

Nesse caso, tire da lista e reaproveite. Também tem sido muito comum ganhar produtos pouco ou nada usados de amigas que acabaram de ter bebê. Essa é uma postura bonita e carinhosa.

Se você vai ganhar da amiga, tire da lista também. O que vem com esse carinho tem um enorme valor e você vai sentir isso quando estiver usando o presente.

Se tiver mais convidados que produtos na lista de chá de bebê, não esquente, peça fraldas ou deixe livre para a pessoa escolher o que quer dar. Nessas ocasiões vem um brinquedinho, uma manta, um sapatinho, algo bem carinhoso e que o convidado escolheu com muito amor. Receba feliz o que vier de surpresa também.

Já percebeu que a festa será memorável, não é? E tem de ser mesmo. É preciso comemorar muito a chegada de um bebê. É preciso dividir e compartilhar com os amigos esse momento tão feliz e especial.

Quem ama o casal, quer participar, quer estar junto, quer contribuir para um nascimento feliz e uma infância prazerosa para aquela criancinha. Por isso o pai e a mãe devem sim abrir esses espaços na agenda, criar oportunidades e ter quem torce por eles sempre por perto.

Aqui no Alô Bebê Club você vai sempre encontrar ideias, sugestões e opções para deixar o que é fundamental com a sua cara, o seu jeito e a sua pegada. É exatamente essa a ideia da lista de chá de bebê e da própria festa de chá de bebê que propusemos aqui: o que precisa e funciona, mas com a sua marca.

Com as ideias que passamos aqui, você foge do mico, do exagero e curte o que realmente importa nessa fase especial. Além disso, você pode se cadastrar no Alô Bebê Club e ainda comentar nos posts, marcar suas dúvidas e trocar experiências com outros pais e mães que já passaram por isso, ou que estão na mesma fase que você.

Pronto, sabendo de tudo isso, agora é pegar as dicas, adaptar para a sua realidade, convocar os amigos, fazer a lista, arregaçar as mangas e começar a preparar o chá de bebê mais legal do mundo: o seu e do seu bebê, é claro.

Agora, se você gostou dessas dicas, aproveite para compartilhar este post no Facebook, sempre tem uma mamãe que precisa de uma ajudinha para organizar o seu chá de bebê, não é mesmo?

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Continue lendo
Indicados para você