[ editar artigo]

Você conhece o Mommy Burnout?

Você conhece o Mommy Burnout?

Que mãe nunca se sentiu extremamente exausta após colocar os filhos para dormir? Sentou-se ao pé da cama dos pequenos e pensou que jamais seria capaz de passar por outro dia como aquele? Esse pessimismo, seguido por gritos internos – quando o próprio corpo mostra seu desgaste – é muito mais comum do que se imagina – e tem até um nome: Mommy Burnout!

Essa condição de cansaço mental e descompensações físicas acomete muitas mamães nos primeiros meses da maternidade, e merece a nossa atenção! Confira os detalhes, e fique atenta para combatê-lo:

Origem

A primeira síndrome de burnout referia-se a um estado de esgotamento profissional – condição oficializada nos anos 1970 pelo psicanalista alemão Herbert Freudenberger, radicado nos Estados Unidos. Já a abordagem voltada à maternidade começou a ser estudada nos últimos dez anos pela psicóloga belga Moïra Mikolajczak. O título ganhou destaque em uma pesquisa na qual verificou-se um alto nível de estresse, semelhante ao vivido no universo corporativo, entre mulheres quando questionados sobre suas tarefas como mães e pais. Basta notar toda a reviravolta que acontece na rotina, no corpo e na mente das mamães. É uma exaustão psicológica, física e emocional, cheia de adaptações e pressões típicas da chegada dos filhos.

Como identificar?

Sintomas físicos e emocionais:

  • Dores de cabeça

  • Dores de estômago

  • Perda da concentração

  • Insônia

  • Irritabilidade

  • Falta de alegria em fazer as coisas

  • Sentimento de vazio interior

Principais causas

Grande carga mental

Basicamente, isso significa ficar 24h pensando em tudo! Dormir e sonhar com preocupações. Algumas vezes, as mães contam com “apoio” em casa, mas na realidade essa ajuda é pontual, e somente quando requisitada – a mulher precisa lembrar e pedir ao marido ou filho mais velho que realizem tal tarefa. No restante do tempo, a mamãe tem que lembrar e decidir o que fazer: todo esse planejamento pode causar muito estresse.

Excesso de responsabilidade

Seja em jornada dupla ou não, a maioria das mulheres cuida (no mínimo) dos filhos, da casa, e de si mesma todos os dias. São muitas responsabilidades para uma pessoa só e mesmo que seja competente, não há como dar conta de tudo.

Cobrança elevada

Ninguém é perfeito! Mesmo com toda dedicação, amor e planejamento – seu filho irá chorar, ficar triste e doente de vez em quando. A maternidade não vem com manual, então não tente ter todas as respostas. Já é comprovado que a maioria das mamães que sofrem com essa síndrome é composta por mulheres que não aceitam menos que 100% como resultado e ainda se sentem culpadas por não conseguir chegar ao ponto considerado certo. Impossível se sentir bem consigo mesma, vivendo assim, não é mesmo?

É inevitável fugir da sensação de cansaço uma vez ou outra, mas existem algumas formas de tornar a rotina mais leve e prazerosa. Confira maneiras práticas de evitar a Síndrome de Burnout:

  1. Tenha prioridades. Aprenda a elencar aquilo que é realmente importante na semana. Se no final do dia você não conseguir fazer tudo o que havia anotado em sua agenda, não se preocupe. Mantenha o foco naqueles dois ou três destaques do dia.

  2. Reservar algumas horas apenas para você. Com filhos pequenos, sabemos muito bem como é difícil encontrar tempo para nós mesmas, mas é algo necessário. Literalmente, uma questão de saúde física e mental. Uma ideia é tirar um tempinho para assistir a um bom filme, ler um livro ou marcar um jantar com as amigas. Lembrando que se você não tiver muito tempo disponível, tomar um banho relaxante sempre ajuda!

  3. Peça ajuda. Não há nada de errado em pedir uma mãozinha para pessoas de confiança. Na verdade, se você dividir as tarefas domésticas terá mais tempo para si mesma, estará mais descansada, e com isso vai melhorar o seu rendimento com as tarefas e o relacionamento com sua família.

  4. Tenha um estilo de vida mais saudável.  Invista em uma dieta equilibrada, na prática de atividade física e técnicas de relaxamento! Tudo isso irá ajudar evitar o estresse.

  5. Mantenha relacionamentos com pessoas fora do seu grupo de maternidade. Tenha amigos para tomar um café, ir a um bar, jogar conversa fora, e não somente ter papo de fraldas e mamadeiras. Distração é tudo!

Você já tinha ouvido falar da Síndrome de Burnout? Lendo suas características, acha que já passou por ela? Conte para nós a sua experiência! Deixe o seu comentário e participe cada vez da Comunidade Alô Bebê!

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você