[ editar artigo]

Aprenda a identificar o significado do choro do bebê

Aprenda a identificar o significado do choro do bebê

No momento imediato, o que todos os pais, mães, obstetras, pediatras e pessoas do mundo mais querem ouvir é o choro do bebê! Esse barulho disparado como sirene na sala de parto é a prova de que tudo vai bem, que o neném é saudável e chegou mostrando a que veio.

Logo o bebê vai aprender que esse alarme é a garantia de sobrevivência dele. Se está com fome, chora. Se está com sede, chora. Se está com sono, frio, ou saudade dos pais, chora também. Por isso, depois da hora especial do nascimento, o choro do bebê pode provocar outras sensações nos pais.

A primeira informação que a mãe e o pai precisam saber e aceitar sem questionar é: bebês choram. Ponto. É a maneira que a natureza deu a eles para se comunicar, para avisar, para chamar atenção. Então se prepare. O bebê chora mesmo.

A segunda verdade, ainda mais importante que a primeira, é: o choro do bebê nunca é sem motivo. Não pense que seu filho é mimado, estragado ou manhoso. Ele está aprendendo o que é viver nesse mundo. Não conhece bem as sensações que para os adultos são banais: sede, sono e frio.

O dever de casa dos pais e dos adultos que vão cuidar da criança é conhecer bem o jeitão daquele menino ou menina e tentar adivinhar a razão do choro. Neste post vamos dar uma forcinha para você tentar diferenciar um buá de um inhééééé. ;)

Dois primeiros meses

Durante esse período o choro do bebê é praticamente o mesmo, sem variações sonoras importantes. Depois que ele cresce um pouco, algumas expressões e movimentos corporais também ajudam a identificar a causa do choro do bebê.

Fome ou sede

Se for fome ou sede, o bebê vai chorar com força. Repare na boca. Quando quer mamar, o neném coloca a língua contra o céu da boca, imitando o movimento de quando está mamando. Nesses casos, o barulho mais comum do choro do bebê é um “nhé”, repetido muitas vezes.

Sono

Se o bebê tem sono e não consegue dormir, se irrita e chora. Os pediatras recomendam que os pais reparem no formato da boca da criança. Se estiver num formato oval, como quando o neném boceja, pode ser sono sim.

Nesse caso, o som mais frequente para o choro do bebê é algo como “ownnn”. Nesse caso, pegue o bebê no colo, faça carinhos com movimentos leves da testa para o nariz e ajude ele a fechar o olho e relaxar para dormir.

Barriga cheia

Quando o neném mama demais e não arrota, fica com sensação de estufamento e chora pelo incômodo. Nem todas as criaças sofrem com isso a ponto de chorar. As mais gulosas, ao contrário, até gostam de sentir a pança bem cheia.

Mas os que se incomodam fazem força na perna, como se empurrassem o chão, e choram fazendo “éhhh”. Esse mesmo barulho de choro do bebê vale para reclamações mais genéricas, como fralda molhada, querer mudar de posição ou de paisagem.

Cólica

A grande inimiga da tranquilidade, a cólica, tem um som bem peculiar. Além do choro do bebê ser forte, ardido e intenso, ele pode ter aquele tremor de língua “rrrrrrr” que forma a letra R.

Se existe um serviço de utilidade pública para mães e pais que vão ter filho em breve é essa identificação do choro do bebê. Se é esse seu caso, ou se conhece alguém que vai ter neném, dê aquela forcinha compartilhando nas suas redes sociais o conteúdo que aprendeu aqui!

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você