[ editar artigo]

Como saber se estou ovulando?

Como saber se estou ovulando?

Algumas mulheres engravidam de forma rápida, sem que precisem se planejar muito para que a fecundação ocorra. Entretanto, para outras, a concepção exige atenção para identificar a ovulação, ou seja, o período fértil no qual uma relação sexual pode resultar em uma gravidez.

LEIA MAIS  - Chás ajudam a engravidar: verdade ou mentira?

Para conseguir reconhecer quando você ovula, é necessário entender como funciona o período menstrual. O primeiro dia do ciclo é o primeiro dia da menstruação; depois disso, o processo pode durar de 28 a 35 dias, variando de mulher para mulher. Geralmente, o corpo feminino libera um óvulo por mês e ele se mantém viável apenas durante 24 horas, por isso a janela de fertilidade é bem precisa.

Confira as nossas dicas para você conhecer melhor o seu organismo e ter mais chances de planejar a sua vida sexual e engravidar.

1. Entenda o seu ciclo menstrual

Como o período menstrual pode variar, o ideal é que você observe e conheça o seu próprio ciclo. Na primeira fase, o útero começa um processo para espessar as suas paredes e ficar mais vascularizado, preparando-se para a implantação do embrião. Isso acontece durante 2 semanas, até por volta do 12º ou 15º dia do ciclo, quando há um aumento do hormônio luteinizante (LH), que provoca a liberação de um óvulo em um dos ovários para que seja fecundado.

O óvulo fica disponível durante mais ou menos 24 horas, movendo-se pela trompa em direção à cavidade do útero. A fecundação acontece se, nesse caminho, um espermatozoide consegue encontrar o óvulo — o espermatozoide sobrevive dentro do corpo da mulher por até 72 horas.

A segunda fase do ciclo, pós-ovulação, geralmente é mais estável e dura 14 dias. Se o ciclo tem 28 dias, a ovulação provavelmente ocorrerá no 14º dia, e qualquer relação sexual entre o 12º e o 15º dias pode resultar em uma gravidez. O uso da tabelinha para acompanhar o período pode ser útil para quem deseja engravidar, mas, como não pode ser avaliado com precisão, existem outras formas de você saber quando está ovulando.

2. Observe o seu muco vaginal

Você sabia que o cheiro, a textura e a cor do seu muco podem dizer muito sobre o seu corpo? Durante o período de ovulação, o muco cervical fica mais abundante e parecido com a clara de um ovo cru, com um fluído mais transparente, flexível e escorregadio. Isso acontece por conta do aumento nos níveis de estrogênio, com a vagina podendo ficar mais úmida, molhada e inchada para facilitar que os espermatozoides cheguem até as trompas de Falópio.

3. Meça a sua temperatura

Durante o período de ovulação, a temperatura do corpo da mulher sobe de 0,5 a 1 grau por conta do pico do hormônio LH. Como é uma mudança sutil de temperatura, o uso do termômetro é essencial, melhor ainda se for via oral ou retal.

O ideal é medir a temperatura pela manhã, ao acordar e antes de se levantar da cama, no mesmo horário todos os dias. O acompanhamento pode começar no primeiro dia do ciclo menstrual, mas é importante considerar que outros fatores, como calor, viroses ou exercícios físicos, também podem alterar a temperatura corporal.

4. Monitore dores ou leves sangramentos

Outra mudança sutil, mas que também pode ser notada, é uma leve dor, como uma cólica, durante o período de ovulação. Muitas mulheres relatam sentir pontadas chamadas Mittelschmerz, que em alemão significa dor do meio, já que geralmente ocorre na metade do ciclo menstrual; algumas até mesmo dizem saber de qual lado o óvulo foi liberado, dependendo de onde sentem a dor.

LEIA MAISDescubra quais são as chances de engravidar de gêmeos

Há mulheres que apresentam também um pequeno sangramento durante o período de ovulação, mas muito inferior ao da menstruação. Então vale ficar de olho se observar alguma mancha semelhante na calcinha na metade do ciclo.

5. Perceba o aumento da libido

Por uma questão instintiva, durante a ovulação é normal que as mulheres sintam um significativo aumento na libido, ficando mais sensíveis e com mais desejo sexual. Essa mudança está relacionada ao aumento de hormônios no período e é uma resposta do organismo, já que o corpo entende que todo o ciclo menstrual existe para que uma fecundação ocorra.

Por isso, se você quer engravidar e está sentindo mais desejo sexual, aproveite, porque pode ser a hora perfeita. Mas, se você está muito ansiosa para engravidar, cuide para que o período não se torne estressante e acabe diminuindo a libido ao invés de aumentá-la.

6. Aposte nos testes de farmácia

Além de todos os métodos citados, existe outra forma de você saber com um pouco mais de precisão quando exatamente está ovulando. Assim como existem os testes de gravidez nas farmácias, há produtos para identificar o período específico da ovulação.

É preciso urinar em uma das cinco fitas do kit para avaliar o aumento dos níveis de LH e, consequentemente, a ovulação. A partir da confirmação, a mulher tem 36 horas para tentar engravidar.

As vantagens desse método são a praticidade de realizá-lo em casa e a confiabilidade do resultado, já que é preciso e capaz de apontar a ovulação com 1 dia de antecedência. A desvantagem, entretanto, é que é necessário realizá-lo várias vezes até descobrir o dia da ovulação, e isso pode sair caro.

7. Faça testes no consultório

Você quer um recurso ainda mais preciso do que os testes de farmácia? Então faça um exame no consultório. Geralmente recomendado para mulheres que estão tentando engravidar há pelo menos 1 ano e meio sem sucesso, ele consiste em uma série de avaliações que acompanham o desenvolvimento do folículo ovariano que liberará o óvulo.

LEIA MAIS Como engravidar mesmo tendo um ciclo menstrual irregular?

O processo não é muito prático, já que a mulher precisa fazer ultrassons endovaginais a partir do início do ciclo menstrual e repeti-los em intervalos de alguns dias. Com esses testes, o médico identifica com precisão as alterações nos ovários e no útero, instruindo sobre o período ideal para tentar engravidar.

8. Desenvolva consciência corporal

O nosso organismo nos envia diversos sinais, então preste atenção neles. Mudanças na libido, no apetite, nos hábitos intestinais e alterações de humor podem indicar que você está passando pelo período de evolução. Fique atenta, acompanhe o seu ciclo e, se for necessário, recorra aos métodos citados para identificar quando está ovulando.

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Ler matéria completa
Indicados para você