Qual o papel do pai na amamentação?
[ editar artigo]

Qual o papel do pai na amamentação?

Há bastante tempo, filho era coisa de mulher. Ela que cuidava, amamentava e educava. Em seguida, o grande barato era a chamada divisão de tarefas. Maridos cuidam de uma parte da criação e educação dos filhos, como ensinar a jogar bola e andar de bicicleta, e as mulheres faziam a parte que a natureza atribuiu: engravidar, parir, amamentar e higienizar o bebê.

Esses dois tempos ficaram para trás. Em tempos de guarda compartilhada, cabe ao pai e à mãe o cuidado e a educação integral dos filhos. É claro que é preciso respeitar a natureza, mas os arranjos familiares estão tendendo a ficar mais equilibrados, com tarefas divididas, mas sem a pressão de fazer porque é coisa de homem ou de mulher.

A amamentação entrou nessa onda. Não é porque é a mulher quem consegue produzir leite e alimentar o neném, que o pai precisa ficar de fora do processo. Veja só.

Então qual é o papel do pai na amentação?

A principal tarefa do pai na amentação especificamente é apoiar, amparar e ajudar a mulher. Amamentar não é fácil. Fisicamente pode ser difícil, porque o bebê nem sempre se adapta rápido, o bico do peito pode rachar e a mulher pode ter muita dor.

Então, os conselhos, o apoio e o ombro amigo do marido podem fazer a diferença entre insistir mais um pouco ou desistir da amamentação. Ninguém quer isso e a saúde do bebê agradece. Mas para a mãe conseguir, é muito importante o apoio da família e do pai.

Além da parte física tem a infraestrutura. Se o marido faz cara feia cada vez que a mulher precisa abrir a roupa e oferecer o peito para o bebê, fica tenso. Relaxe, pai, não é vergonha alimentar seu filho. Ninguém saudável sexualiza a amamentação, então não tenha ciúme ou constrangimento se sua mulher precisar amamentar em público.

Por outro lado, o pai sair na frente e descolar um lugar mais reservado e tranquilo para seu bebê mamar é uma grande atitude. A mulher vai agradecer, relaxar e o aleitamento vai fluir com mais tranquilidade.

Água!

O pai pode e deve oferecer água para a mulher durante a amaentação. A produção do leite consome muito dos líquidos que a mulher ingere, por isso, um copinho de água ao alcance da mão é uma boa ajuda.

Antes e depois é com o papai

Se o durante é com a mãe, o antes e o depois da mamada é o grande papel do pai na amamentação. Ou seja, durante a noite, se o bebê acordar chorando, o marido pode deixar a mãe na cama e ele mesmo buscar o filhote. Entrega o bebê para a mãe, que pode amamentar ainda recostada na cama e, quando o neném terminar, devolve para o pai e volta a dormir.

Nesse ponto, o pai pode fazer a criança arrotar e fazê-la dormir de novo. Acredite que isso é um grande auxílio. A mãe mais descansada produz mais leite: é a ciência quem diz.

Por fim, é importante os pais combinarem como será o aleitamento do filho, mas é fundamental que, depois da decisão tomada, o pai apoie a mãe. Se decidiram por livre demanda, o pai deve favorecer a prática. Se optarem por amamentação prolongada até depois dos 2 anos, a mesma coisa. Defender a mulher é bonito e faz diferença.

E você? Conhece pais que apoiam suas mulheres na amamentação? Como foi na sua família? Qual é seu conselho sobre o papel do pai na amamentação? Escreva aqui no post, comente e ajude a espalhar boas práticas e boas ideias.

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê

Continue lendo
Indicados para você