[ editar artigo]

Cuidados com a pele: como tratar as manchas na gravidez?

Cuidados com a pele: como tratar as manchas na gravidez?

O corpo passa por mudanças incríveis durante a gestação: além da óbvia alteração do volume do abdômen, os seios ficam maiores, os pés incham, os cabelos começam a mudar e a pele sofre alterações. Na verdade, a pele é um dos órgãos que mais sofre mudanças no período, já que tem a função de proteger, transpirar, absorver substâncias e regular a temperatura — e todas essas funções podem sofrer alterações durante a gestação.

LEIA MAIS  - Como tratar gripe e resfriado durante a gravidez?

Uma das alterações mais notadas durante a gravidez são as manchas na pele. Continue a leitura para saber como elas surgem, como evitá-las e quais são os tratamentos mais adequados para se livrar delas.

O que são e como surgem as manchas na gravidez

As manchas de pele que surgem na gravidez não são uma exclusividade desse período. Chamadas de melasma, elas podem ocorrer em qualquer época, normalmente associadas à exposição solar, porém, durante a gravidez, o escurecimento da pele não ocorre apenas por esse motivo, como explica a Drª. Vanessa Metz, especialista em dermatologia. Na verdade, diversas partes do corpo que não são expostas ao sol ficam mais escuras na gravidez, como os mamilos, a vulva e a linha do meio da barriga. As manchas que mais incomodam as mulheres nessa época, no entanto, são as que aparecem no rosto.

O melasma ou cloasma gravídico, como é chamada a condição na gravidez, não é a única alteração dermatológica visível nessa época. A causa é simples: a produção hormonal aumenta consideravelmente durante a gestação, inclusive a do hormônio melanócito estimulante, que produz a melanina, o pigmento da pele.

As manchas na gravidez costumam aparecer a partir do terceiro trimestre, quando a melanina se estabiliza no organismo. Nessa fase também é possível perceber alterações em sinais e manchas que a mulher tinha antes mesmo da gravidez, mas não é preciso se desesperar, pois aproximadamente 90% das gestantes apresentam melasma. Outras mudanças possíveis são:

  • crescimento excessivo de pelos em lugares inusitados, como rosto ou peito;

  • enfraquecimento do cabelo;

  • suor excessivo;

  • surgimento de microvasinhos na pele;

  • surgimento de estrias.

Como o agente causador das manchas na gravidez são os hormônios, é possível que o melasma seja desencadeado muito antes da gestação, com o uso de pílulas anticoncepcionais, por exemplo. Mesmo que seja uma reação inofensiva que não cause problemas de saúde, as manchas incomodam e constrangem muitas mulheres. Mas não se preocupe: o problema pode ser evitado e tratado.

Como evitar o surgimento das manchas na gravidez

A melhor forma de evitar manchas de pele na gravidez é se proteger do sol, já que a exposição aumenta as chances de surgimento do melasma; e, caso você já tenha algumas manchas, o sol pode deixá-las ainda mais visíveis. Por isso, a proteção deve ser sua maior aliada durante esse período, especialmente nos meses mais quentes, quando o sol fica mais forte.

LEIA MAISÉ possível engravidar depois da redução de estômago?

Além disso, alguns produtos também podem ajudá-la na prevenção.

Evite a exposição ao sol

Tomar sol é importante para a produção de vitamina D, mas procure fazer isso em horários em que ele não esteja tão forte, como antes das 10h e depois das 16h. Se precisar sair no sol durante esses horários, proteja-se da melhor forma possível.

Use filtro solar

Usar filtro solar é fundamental para quem precisa se expor ao sol e deve ser aplicado em todas as partes expostas do corpo, não apenas no rosto. O ideal é que seja usado um fator mínimo de 30 FPS e que ele seja reaplicado pelo menos de 3 em 3 horas para evitar as manchas na pele.

É importante salientar que nem todos os protetores solares são recomendados para gestantes. Sempre consulte seu médico sobre a melhor opção.

Utilize óculos escuros e chapéu

Para quem está tentando evitar o surgimento de manchas durante a gravidez, bloquear o sol fisicamente é tão importante quanto passar protetor solar. Utilize óculos escuros para proteger a região dos olhos, que é muito sensível, e vista um chapéu para garantir mais proteção a todo o rosto.

Use vitamina C tópica

Cremes com vitamina C são grandes aliados durante a gestação porque ajudam o filtro solar a aumentar a proteção da pele. A vitamina C tem poder antioxidante e neutraliza os radicais livres, o que evita o surgimento das manchas na pele. O ideal é começar a usá-la a partir do terceiro trimestre, mas, mais uma vez, é fundamental consultar seu médico antes de utilizar qualquer produto, porque muitas substâncias são nocivas durante a gestação.

Como tratar as manchas durante a gravidez

Durante a gravidez, o tratamento do melasma é menos abrangente, já que grávidas não podem ser expostas a diversos produtos químicos. Inclusive, assim que se descobre a gravidez, o recomendado é suspender o uso de todos os dermocosméticos e consultar um médico antes de voltar a usar qualquer um deles.

O segredo para tratar as manchas na pele durante a gestação, portanto, é conversar com seu médico ou com um dermatologista para saber o que pode ou não ser utilizado. O mesmo vale para procedimentos: o peeling de cristal, por exemplo, não traz riscos para as gestantes, mas é essencial consultar seu médico antes de marcar uma sessão.

LEIA MAISGrávida vegetariana ou vegana: é possível?

É importante lembrar que a pele é um órgão sensível, que absorve tudo o que colocamos nele, e que essas substâncias sempre podem afetar a saúde da mãe e do bebê. Por isso, seja cautelosa durante a gestação e depois do parto, durante o período da amamentação, quando mais substâncias químicas podem ser utilizadas no tratamento, mas não todas.

Só após o período da amamentação é seguro testar todos os tratamentos para se livrar do melasma.

As manchas permanecem depois da gravidez?

Em 30% das gestantes, as manchas costumam se manter após a gestação. Mesmo que o escurecimento dos mamilos e da linha da barriga diminua, o melasma no rosto costuma persistir, diminuindo lentamente durante a amamentação. O uso de proteção solar é fundamental para garantir a redução das manchas nesse período.

Porém, isso não significa que o melasma desaparecerá por completo. Se esse for o seu caso, não se preocupe: depois que a amamentação acaba, é possível fazer tratamentos de todos os tipos para remover as manchas.

Clareadores e ácidos são dois grandes aliados, mas também existem medicamentos que protegem a pele de danos solares. Porém, lembre-se de que nem todos os organismos reagem da mesma forma a essas substâncias, então consultar um dermatologista é essencial para saber a melhor solução para o seu caso. Se esses tratamentos não funcionarem, peelings e procedimentos com laser podem ser uma opção. Converse com um dermatologista para descobrir qual seria o mais eficiente em sua pele e tome todos os cuidados recomendados.

LEIA MAISDescubra como estimular a inteligência do seu bebê

Tenha paciência, use filtro solar e aguarde os resultados. Em alguns meses, a diferença será visível.

Compartilhe este texto nas redes sociais para que as informações cheguem a mais mulheres com esse problema.

Comunidade Alô Bebê
Alô Bebê
Alô Bebê Seguir

Redação - Alô Bebê